quinta-feira, 13 de maio de 2021

O ADMIRÁVEL GRÃO DE AREIA

 



Correm em bando os teus olhos
por cima das searas e dos ventos
porque é preciso transgredir
rasgar o véu que se demora em fascínios

encontrar no corpo interior
um sinal primitivo de nudez
uma pequena distração de flor
que agite o ambíguo coração dos  pássaros
e abra novos caminhos
por esse mundo 
onde todos os rios
deviam ser apenas água

provavelmente só nos teus olhos
há um brilho indígena em gestação

Eis a nova ordem emergente
a gota de orvalho que funde a luz

o admirável grão de areia
que não repousa


Eufrázio Filipe


18 comentários:

manuela barroso disse...

É pela gota de orvalho e pelo grão de areia que se faz a gestação também no coração dos pássaros.
Fantástco poema!
Um beijo!

" R y k @ r d o " disse...

BRILHANTE forma de escrever poesia. Entrei feliz...Saio fascinado, poeticante falando.

Cumprimentos

Rogério G.V. Pereira disse...

(tão belo, isto!)

Maria João Brito de Sousa disse...

Fabuloso poema!

Abraço!

A Paixão da Isa disse...

mais um lindo poema que gostei muito bravo bjs saude

Cidália Ferreira disse...

Fantástico poema! :)
-
Neste sossego aonde me permito esperar ...
-
Beijos e um excelente fim de semana!

José Carlos Sant Anna disse...

Basta uma gota de orvalho, uma dádiva!
Um abraço, caro poeta!

jrd disse...

Um poema maravilhoso!
Abraço fraterno

Graça Pires disse...

Onde os rios são apenas água, o coração dos pássaros é feito do orvalho do olhar do poeta. Tão belo, meu Amigo!
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

Ailime disse...

A essência do belo sob o olhar atento do Poeta.
Um poema belíssimo.
Beijinhos,
Ailime

Pedro Luso de Carvalho disse...

Gostei muito do poema, amigo Eufrázio,
Uma boa semana, com saúde e paz.
Abrraços

Kinga K. disse...

Lindo poema ❤

Agostinho disse...

Abrem o segredo da luz
que há no interior.

O Poeta, para além estética
do belo,
revela a verdade
do olhar da gente
que vê e sente

Muito&íssimo bom.
Abraço.

Elvira Carvalho disse...

Tão belo!
Abraço, saúde e bom fim de semana

GL disse...

Milagres da Natureza que nos deslumbram, belezas da palavra quando escrita por alguém que faz delas pérolas em jeito de poema.
Abraço grande.

Rosa dos Ventos disse...

Uma pérola este poema!

Abraço

Parapeito disse...

Que maravilha. Gostei muito.
Abraço*

Sónia M. disse...

Muito muito belo!