domingo, 8 de novembro de 2020

CUMPRIR ESTE CHÃO

Passo a passo
a desbravar caminhos
na vertigem das marés

andas desandas tropeças
constróis pontes
precárias definições

passo a passo
até acontecer uma pedra
com vida por dentro

Sabes que não existem pedras
com vida por dentro
mas continuam a andar 

os teus pés

passo a passo
a cumprir este chão


eufrázio filipe


22 comentários:

Janita disse...

Uma pedra não tem vida dentro...mas quanta vida pode existir sob uma pedra?

É aos tropeços,
que se parte pedra,
e se fazem os recomeços.

Belo e inspirador poema este.

Um abraço, Poeta.

luisa disse...

Assim dita o destino. Andar, andar sempre, mau grado as pedras do caminho.

A Paixão da Isa disse...

um post muito bom assim a foto bravo bjs

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de domingo, Eufrázio!
Somos andarilhos e caminhar é preciso.
Linda a imagem de algo desgastado simbolizando vida vivida... Plena...
Construindo pontes, formaremos uma teia humanitária.
Tenha uma nova semana abençoada!
Abraços fraternos

Rogério G.V. Pereira disse...

Engano teu
Eu, pedra
Tenho vida por dentro

Sim, sinto-me pedra
à espera
que me arremessam
passo a passo

(não ligues, isto passa-me...)

MARILENE disse...

E assim são desbravados os caminhos, com determinação e calma. As pedras são pequenos percalços para os passos. Belo!

Mário Margaride disse...

Todos os dias temos pedras no caminho. Temos que as contornar, saber ultrapassar esses obstáculos, para seguirmos o nosso caminho.
Belo texto!
Parabéns!
Uma boa semana!
Abraço!

Mário Margaride

Graça Pires disse...

Passo a passo, verso a verso, o Poeta procura um horizonte de esperança para transformar o medo em poemas, na vertigem das marés, apesar das pedras.
Cuide-se bem, meu Amigo.
Uma boa semana.
Um beijo.

LuísM Castanheira disse...

e das pedras
memórias
inscritas nos pés

Teresa Almeida disse...

Conheço essas botas.

São de poeta "a cumprir este chão."

Beijo.

Rosa dos Ventos disse...

E todos somos peregrinos neste chão!

Abraço

manuela barroso disse...

Destino ou fado ? Ou simplesmente condição humana .
E quando as pedras nos obstruírem caminhos , contornemos o obstáculo com os olhos em novos horizontes
Beijinho EF

Elvira Carvalho disse...

Já falei da minha dificuldade em comentar poesia, não falei?
Abraço e saúde.

Ailime disse...

"Passo a passo a cumprir este chão" tantas vezes por caminhos improváveis, mas que só assim se conquistam!
Magnífico poema.
Beijinhos e boa semana.
Ailime

© Piedade Araújo Sol disse...


e assim se faz o caminho
passo a passo

Beijinhos
Obrigada pela visita
:)

Odete Ferreira disse...

Não fora eu das pedras e dos montes

e não entenderia a (tua)linguagem das pedras...

Sempre um deleite, a tua poética!

Bjinhos e tudo pelo melhor

José Carlos Sant Anna disse...

Há de cumprir-se depois de desnudar-se das cruciantes feridas!
Um abraço,

Mário Margaride disse...

Nas pedras do caminho, encontramos o trilho da esperança...
Ótima quinta feira!
Abraço!

jrd disse...

O chão onde o poeta se levanta.

Grande abraço

Ana Tapadas disse...

Cumprir este chão! Sim.

Belo poema.

Bj

lis disse...

Continuemos !
_ vamos passar pelas sem vida e as preciosas.
E vamos construindo ...

Mário Margaride disse...

Neste chão que pisamos,
o sentido da vida encontramos.
Ótima semana!
Abraço!