terça-feira, 24 de novembro de 2020

EM PLENO VOO POR UM GRÃO DE AREIA

 




Não são únicos os caminhos
mas é por aqui que vamos

mesmo quando se cumpre
a rota dos sonhos
e os barcos se despem
de destinos
por sobre as águas

Já tínhamos visto
a céu aberto
palavras íntegras a respirar
por guelras
pétalas a despontar nos desertos
mares a gorjear
na folhagem das escarpas
noites claras
ao som do relógio de pêndulo

Não são únicos os caminhos
mas é por aqui que vamos

mesmo quando andamos
a sibilar no vento
desapercebidos do pássaro
que renasce em pleno voo

por um grão de areia


eufrázio filipe

21 comentários:

" R y k @ r d o " disse...

Poema muito bonito que gostei de ler.
.
Saudação amiga

Cidália Ferreira disse...

Como sempre, fantástico! :)
--
Sinto que a minha alma se solta ...
-
Beijo e uma excelente semana.

brancas nuvens negras disse...

Foi um gosto ler este poema.
Obrigado

Ailime disse...

Caminhos por onde se respira felicidade.
Belíssimo poema.
Beijinhos,
Ailime

Maria João Brito de Sousa disse...

Um abraço por um grão de areia!

Rosa dos Ventos disse...

Não são únicos os caminhos mas por aqui são sempre belos!

Abraço

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz, Eufrázio!
E preciso escolher um caminhar.
Que o voo seja reconfortador!
Muito bonito e suave seu poema.
Tenha dias abençoados!
Abraços fraternos de paz e bem

Lígia Casaca disse...

Porque será?

MARILENE disse...

Parece tão pouco "um grão de areia", mas você o tornou riqueza no caminho dos versos. Lindo! Abraço.

Rogério G.V. Pereira disse...

Não são únicos os caminhos
mas é por aí que vou

Elvira Carvalho disse...

Gosto dos caminhos por onde a sua inspiração nos leva.
Abraço e saúde

A Casa Madeira disse...

Adorei ler seu poema;
Bom finalzinho de mês.

Jaime Portela disse...

Pois é, com tantos caminhos à escolha é por aqui que vamos...
Excelente poema, os meus aplausos pelo talento e inspiração.
Continuação de boa semana, caro Eufrázio.
Abraço.

mz disse...

Por quantos grãos de areia nos movemos, e por quantos grão de areia paralisamos.

Bjs

Pedro Luso de Carvalho disse...

Quando não se sabe o caminha, qualquer um deles podem servir, já que o destino é ignorado.
Um abraço.

Graça Pires disse...

Pelo pássaro que renasce em pleno voo. Pelo grão de areia. Pelas suas palavras. Vamos. Vamos sim.
Uma boa semana. Cuide-se bem, meu Amigo.
Um beijo.

AC disse...

Meu caro, fico-lhe grato pelo poema que me deixou de alma cheia.

Grande abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é, vamos nem sabemos se com ou sem medo, mas vamos

até que uma flor chegue para apaziguar o ar

:)

Teresa Almeida disse...

O caminho é mesmo escolha e determinação.

E eu gostei de o calcorrear.

Beijo.

saudade disse...

"mas é por aqui que vamos" e que tudo nos leve a bom porto....
Resto de uma excelente semana.

Agostinho disse...

Admirável voo fez o Poeta
esculpindo um grão de areia.

Caminho aberto o leitor - eu -
afoita-se na leveza da palavra certeira
beijando-lhe todas as faces

Partindo apenas dum impulso a pena
arou a folha virgem até ao grão.
Abraço.