quinta-feira, 11 de junho de 2020

MALDITO VÍRUS




Agora que estão confinados os santos e as marchas populares 
desconfinaram as sardinhas.

Proibidos os fogareiros a carvão, resta-lhes as latas de conserva 
e as máscaras.
Maldito vírus

eufrázio filipe

14 comentários:

A Paixão da Isa disse...

coragem sempre se pode fazer no forno hehe bjs feliz dia

Rosa dos Ventos disse...

Também não percebo.
Uns dizem que sim, outros não e outros nim!

Abraço

" R y k @ r d o " disse...

Adoro sardinhas assadas. Sem arraiais perde-se muito ca cultura popular. Oxalá se ganhe em saúde.

Cumprimentos

Rogério G.V. Pereira disse...

Caro poeta

Teu texto
me lembra outro tempo
em que o vírus salazarento
me empurrou
para a guerra colonial
Aí, algures em Maquela do Zombo
assei sardinhas "Don Tenório"
O sabor?
Era óptimo!!

Cidália Ferreira disse...

Mas as sardinhas comem-se na mesma. Hoje a sardinha estava caríssima! :)
-
Melancolia ...

Beijos e uma excelente Sexta Feira:)

São disse...

Haja sardinhas , seja de conserva ou assadas ...

Tudo de bom

Elvira Carvalho disse...

Adoro sardinhas. O ano passado não as provei por causa dos olhos, e este ano estou na mesma. Vamos a ver se para o ano ainda por cá ando para matar as saudades.
Abraço, saúde e bom fim de semana

Graça Pires disse...

Um vírus insidioso como qualquer vírus maligno. Foi pena os santos populares, uma festa que é do povo... Ainda não comi sardinhas este ano.
Uma boa semana, meu Amigo, com muita saúde.
Um beijo.

Megy Maia disse...

Perde - se o arraial!
Mas, não se perde a vontade de comer!
Com uma boa vontade e com boa companhia até se troca por uma bifana no pão!
Nestes tempos temos de dar asas à imaginação!
Abracinho!
Megy Maia🌈

Megy Maia disse...

Vão - se ao sardinhas!
Mas, os arraiais ficaram sempre gravados nos nossos corações!
Tradição que é tradição nunca se esquece.
Abracinhos!🌸😊🌸
Megy Maia🌈

Agostinho disse...

Levei venda na ida à venda.
Comprei sardinha.
Da fresca não, não vale nada,
ditou a peixeira, leva congelada.
Aceitei o alvitre e grelhei-a no carvão
Chamei-lhe um figo.
Sem presença do Santo.
Abraço.

vieira calado disse...

E malditos idiotas que proibiram e continuam a proibir...

Um abraço!

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de nova semana, Eufrásio!
Santo Antônio nos proteja do vírus cruel.
Tenha uma noite abençoada!
Abraços fraternos de paz e bem

teresa dias disse...

Já quis comer sardinhas em dois restaurantes e em ambos não aconselharam: «não são boas; pequenas e secas»!
Nem a boa sardinha dá à costa.
Maldito vírus!!
Beijo.