domingo, 19 de agosto de 2007

O FIO DA MEADA (2)

Caí do céu nos Açores,mais precisamente na ilha Graciosa

Calcorreei a lava petrificada,a geometria dos verdes bordejados
por firmes muretes de cascalho sobreposto

Observei o preto e branco tresmalhados na pele dos animais.

Ouvi o doce,lânguido e apelativo mugido das vacas em liberdade.

Desmaiei os pobres olhos no sucalco das espumas bravias,
insuflei os pulmões nos ares frescos e espectaculares dos moinhos
de vento e subi ao poema.

Quando vi tanta exuberancia,tantos silêncios silvestres e me fixei
num solitário burro cabisbaixo

admito ter ficado mais triste do que ele


14 comentários:

Maria disse...

Eu também ficaria, se tivesse vindo da outra Ilha Grande....

Licínia Quitério disse...

Tanta beleza por vezes dói. Como um poema triste.
Continuação de óptima viagem.

Alexandre disse...

Foi no Faial, perante aquela montanha cinzenta acastanhada que fiquei estupefacto... sentimo-nos pequenos... e tristes, como dizes! Está ali a contradição entre o princípio das coisas e o... fim!

Um abraço!!!

Sophiamar disse...

T�o belas as tuas palavras!
Beijinhos

un dress disse...

... senti. acabei de transpor idêntica porta...




beijO

Fernanda Valente disse...

Gosto muito dos Açores, mas só conheço a ilha de S.Miguel.
Agradeço as suas visitas ao Da Poética e respectivos comentários; acabo de o colocar lá em destaque.

Cumprimentos e boas férias

José Manangão disse...

Quem ...não triste perante um burro solitário e cabisbaixo???
Eu tambem sofro com amesma tristeza!
Só nos resta lutar!
José Manangão

blue disse...

delicioso, de novo.

Mateso disse...

Simplesmente, Açores!
A tela está perfeita!
Bj.

Sérgio Ribeiro disse...

Bem contado. Como é teu uso e costume.
Mas, mesmo perante o mais belo, apesar de tudo o que natureza nos oferece, até um burro anda cabisbaizo... e sabe porquê.
Temos mesmo, por vezes, que amarinhar ao poema.

Um abraço

isabel mendes ferreira disse...

a única ilha dos Açores que não conheço....

mas fico com a elegia. deste mar arável sobre o musgo.

_________________


"tufão...perigo...voo sem efeito. senegal. alternativa. que escolhi" :))))
____------------bom dia.

em q.q. lugar e tempo.:)

Maria P. disse...

Açores cativa sempre.

Um abraço*

hfm disse...

Belíssimo!

inominável disse...

palavras em engrenagens cheias de pauzinhos... este texto não respira por guelras porque é ar...