quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

ESTÁTUAS EM MOVIMENTO






Nos palcos vertebrados
as papoilas têm asas
os pássaros respiram
pelas narinas do vento

soltam a voz
para espanto
dos contempladores de estrêlas

se afagam por gestos
estátuas em movimento



eufrázio filipe


quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

ATÉ A LUZ SE FAZER DIA






Com barcos às costas
num sopro de vento
de porto em porto
a dobrar esquinas
a desbravar marés
a comer pedras sem destino
construtores de lonjuras
irreprimíveis

para lá das taprobanas
contra torvelinhos
silvestres
a domar escarpas
ao sabor das aves
que de tão abruptas
só poisam nos mastros

Num sopro de vento
andamos a desbravar 
arestas ruínas tempestades
até as águas correntes
se libertarem das crinas
invadirem o chão
para desassossego das sombras

de porto em porto
até a luz se fazer dia



eufrázio filipe

(chão de marés)



quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

DE PASSAGEM







Somos um rio um rumor
que se derrama
ponte que suporta
o ritual das passagens
na ladainha corrente
dos nossos passos

um rio vagaroso
que desprende margens
se demora em viagem
braços abertos
uma ponte em construção

quase eternos
de passagem


eufrázio filipe


sexta-feira, 20 de dezembro de 2019

TUDO PELO MELHOR





As felicidades serão um ponto de chegada ou os seus caminhos?

Todos os dias a construir memórias e amanhãs
na diferença
desejo-vos tudo pelo melhor
em família e outros amigos


eufrázio filipe

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

PELA VIDA FORA







Estava em desassossego
a despertar o timbre
de outros mares
quando lançaste uma flor para o palco

uma flor vermelha
de lábios doces
que recolhi pétala a pétala

nunca soube quem és
muito menos do teu jardim

mas sei que me acordaste
pela vida fora



eufrázio filipe

(chão de marés)