terça-feira, 28 de julho de 2020

VOU ALI E JÁ VOLTO






Com ou sem máscaras sobrepostas
pior que todos os medos é ignorá-los sem combate

com os pássaros andantes por sobre as águas 
vou ali e já volto

Tudo pelo melhor


eufrázio filipe


segunda-feira, 20 de julho de 2020

PÉTALA DESPRENDIDA






Para celebrar o hino
apócrifo do vento
nos barcos desgrenhados
respirámos fundo
a essência dos sargaços
e o mar inteiro
sem idade
mal cabia nas nossas mãos

Estávamos tão íntegros
a hastear velas
no branco inconsistente das salivas
a  riscar sulcos na água
garatujas nas paredes do cais
que não contive
nos teus olhos

uma pétala desprendida


eufrázio filipe
(2012)

terça-feira, 14 de julho de 2020

COMO TE VEJO (2)






Na dissonância do tempo
caminhamos
sempre a desnascer

surpreendemos máscaras
que se multiplicam
coladas à flor da pele

as mesmas que os barcos
desvendam
no chão das águas
e as aves perseguem
nos mastros
conforme o dardejar do vento

Na dissonância do tempo
ainda não aprenderam
os meus olhos
a verem-te como és

tão só como te vejo


eufrázio filipe

segunda-feira, 29 de junho de 2020

CONTRA OS MEDOS





Quando as mãos no barro
constroem sonhos
de todas as cores
e no branco de uma folha
de papel
se desenham palavras inteiras
vem à tona a luz
muito para lá 
da aparente insignificância
de plantar uma flor
mais vermelha
que os teus lábios

Quando o vento sopra
por entre os dedos
é urgente remar
contra os medos
seduzir a boca das sementes


eufrázio filipe

segunda-feira, 22 de junho de 2020

TORRE DE MENAGEM





Há muitos anos comprámos
na Praça de S. Marcos
uma boneca que fingia ser anjo
e tocava violino

Colocámo-la na mesa de cabeceira
porque afagava bem as cordas
e nos despertava

Todas as manhãs lhe desejávamos
bom dia
num ritual ininteligível
e tudo ficava mais claro

Ainda hoje
com outros olhos começámos a ver
os mesmos retratos nas paredes do cais
a dardejarem na intimidade dos sonhos

com outros olhos
pequenos deuses tangíveis
plantámos árvores e barcos
e começámos a beijar
no chão que pisamos
as belas flores do jacarandá

Ainda hoje
nesta torre de menagem
bastou um sopro para agitar os pássaros
nos mastros mais altos
e a boneca na mesa de cabeceira


eufrázio filipe