quinta-feira, 1 de março de 2018

NA BOCA DAS SEMENTES






Bátegas de lume branco
na crista das ondas
tilintavam
no bico dos teus seios
lubrificavam a terra
gretada
quase divinas

fui ver

o mar
simplesmente chovia
na boca das sementes

Eufrázio Filipe


20 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Muito bom! Amei!!

Beijinhos

Elvira Carvalho disse...

Gostei.
Abraço

jrd disse...

Metáforas de espuma. Belo poema.
Abraço fraterno

Graça Sampaio disse...

Belo pelo sentir, pela motivação fonética, pelas palavras costuradas, pela imagem, pelo que sugere...

VILMA PIVA disse...

Poesia com belas imagens poéticas ! Parabéns! Bjs

Marta Vinhais disse...

E continua a viajar pela paixão....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

Teresa Almeida disse...

O mar é ventre de profundas sementeiras.

Beijinho.

manuela baptista disse...

quase divinas


um abraço

LuísM Castanheira disse...

o mar,
simbiose entre a beleza
e o agitar do olhar.

teresa dias disse...

O mar assusta e encanta.
Abraço e bom fim-de-semana.

Pedrasnuas disse...

Bem que as sementes precisam de água !

Janita disse...

E, da boca das sementes, nascerão frutos do mar...

Belo, como sempre, Poeta.

Beijos.

Graça Pires disse...

Mulher. Terra. Mar. Sementes. Todos mutuamente se completando...
Uma boa semana, meu Amigo.
Um beijo.

© Piedade Araújo Sol disse...

delicado e cheio de beleza
e as sementeiras brotarão em breve

boa semana.
beijinhos
:)

Poemas em dó menor disse...


Quanta fartura!

Como sempre belíssimo.

Beijinho.

manuela barroso disse...

Mar que é terra, lume que é semente pronta a germinar.
Belo, simplesmente, EF!
um beijo

Ailime disse...

O mar sempre inspirador.
Lindo poema.
Beijinhos
Ailime

Gil António disse...

Sendo hoje DIA INTERNACIONAL DA MULHER, nada me impede de dizer que: "" Cada mulher que nasce é uma Estrela que brilha na Terra "" ...... A Sua publicação é de uma doçura maravilhosa.
.
* (Poetizando e Encantando) MULHER ... O Equilíbrio da Vida *
.
Votos de um dia feliz

Agostinho disse...

... na boca das sementes sequiosas...
delicado contorno edificaram as palavras do poema.
Abraço.

Julia Tigeleiro disse...

Esse mar, que é amante e desprezador, que nos fascina e assusta. Que lindo.