terça-feira, 5 de dezembro de 2017

AMIGO DE QUATRO PATAS


 A pedido do meu neto reedito uma das dez" garatujas "que lhe desenhei por escrito 




Na rua chovia. As folhas das árvores caíam. 
Estávamos no Outono, mas hoje acordei com um sonho lindo. 
Apeteceu-me correr no jardim da escola, mesmo pelo meio das flores. Eu sei que não devia, mas apeteceu-me. 
Estou a falar de um sonho, porque a minha escola não tem jardim com flores. 
De repente tropecei numa flor com espinhos, caí, feri-me numa perna. 
Ali fiquei no chão com muitas dores a chorar. 
De repente apareceu um cão e assustei-me.
Não sabia o que fazer. 
Ele olhou para mim e lambeu-me a ferida. 
Cocei-lhe as orelhas e abanou o rabo de contente. 

Já acordado pensei no meu sonho lindo e disse 

Nunca mais corro pelo meio das flores, mas quero ter um amigo de quatro patas 


Eufrázio Filipe

12 comentários:

Maria Eu disse...

Aposto que o neto adorou e nem quer imaginar-se sem um amigo de 4 patas!

Beijinhos, MA :)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Que seria
de nós
avós
se não fossem nossos netos?

teresa dias disse...

O neto pediu e o avô compartilhou com todos os nós. Ainda bem!
Lindo, lindo.
Abraço.

Cidália Ferreira disse...

Que bonito!!

Beijo e um excelente dia.

Laura Ferreira disse...

que bonito!

Gil António disse...

Bom dia. Passando para me deliciar com as suas publicações. Gostei muito do seu blogue e da sua poesia. Doce e maravilhosa. Mas haverá melhor amigo do homem que os animais?
.
Tema de hoje

Manhã, nascer do sol, solfeja a cigarra no arvoredo
.
Deixo cumprimentos poéticos.
.

Teresa Durães disse...

Ternurento! E sim, nada como um cão nas nossas vidas

Agostinho disse...

Uma bela história a meter amigo. A manter-se comigo.
Há sonhos, assim, reais, de carne e osso. Sabe-se. Nem sempre por onde se vai. Há um sítio onde se cai e a surpresa de ter braços à espera...
Abraço.

AC disse...

:)
Delicioso, Eufrázio, também gosto de amigos assim.

Abraço

manuela baptista disse...

obrigada neto!

Graça Sampaio disse...

Tão lindo!! Uma ternurinha!

GL disse...

Eis os puros, aqueles que tudo dão sem nada pedir em troca.
Republicação a pedido do neto? Está no bom caminho, o neto.
Beijinho para os dois.