sábado, 15 de outubro de 2016

SOMOS ONDE ESTAMOS



                                                                                      EDUARDO GAGEIRO




Em redor
excitante
nesta ilha
move-se um corpo
de metáforas

somos onde estamos

mas se tivéssemos um barco
com brilho nos olhos

nem tudo seria inútil


Eufrázio Filipe

10 comentários:

Arco-Íris de Frida disse...

Somos onde estamos... sempre ao mar...

Majo Dutra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary Brown disse...

Somos um pouco de onde estamos, não totalmente.

Majo Dutra disse...

Além de útil, é sempre agradável e belo
navegar sulcando um mar arável...
Beijo ~~~~~~~~~~~~~

AC disse...

Em grande, Eufrázio. Muito bom!

Abraço

Emília Pinto disse...

" Somos onde estamos" e fomos também, claro ,onde estivemos, mas que interessa isso? Passou o barco, no imenso mar, barco que também só é onde está agora,. Seremos onde estivermos, mas, será, seremos, estaremos? O barco virá? Não sabemos! Só o aqui e o agora, este peciso minutinho importam. Com um brilho no olhar e um sorriso nos lábios, então sim, estamos no lugar certo e somos grandes. Lindo, amigo! Um beijinho
Emilia

Agostinho disse...

"Somos onde estamos"
É o fogo e o martelo que nos molda o aço
Abraço.

carlos pereira disse...

Navegando na rota da palavra pelo murmúrio do mar.

ana disse...

Lindo. Lindo.
Bj.:))

Teresa Almeida disse...

Poema poderosamente imagético.
Parabéns, Filipe.
Beijinho.