terça-feira, 30 de junho de 2015

OLHOS ENXUTOS






De passagem
pelo eco ciciado da casa
onde florescem cravos
paisagens de carne e osso
o rio
para salvar o retrato íntegro
do silvo dos barcos
transportava palavras navegáveis
folhas de arremesso
aos guardadores de rebanhos

De passagem
cansado de ser rio
exilou-se no mar

ainda tentou roubar-te
uma lágrima solta

mas os teus olhos
estavam enxutos
na palma das mãos


Eufrázio Filipe

20 comentários:

Teresa Durães disse...

Quando o caminho é o mar, e esse é solitário, não são as lágrimas dos demais que o interrompem.

Por vezes é tão necessário descansar nos braços de um mar que nos receba!

Imprópriaparaconsumo disse...

Tudo passa, nada fica.
Momentos em movimentos
:)

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

As lágrimas secas são bem dolorosas!...
Um Poema com grande fundamento.



Abraços



SOL

jrd disse...

Quando os deixamos secar os rios só nos resta o Mar para soltar uma lágrima.

Abraço Poeta

teresa dias disse...

Belíssimo!
Abraço.

Suzete Brainer disse...

Caro Eufrázio,

A tua poesia sempre carrega o mistério,
a linguagem enigmática das tuas belas
metáforas sempre deixam a emoção nos meus
olhos, na leitura essencial da poesia
e da vida...

ana disse...

O rio é sempre uma maravilha, corre para o mar.
O riso é mais importante que as lágrimas.
Beijinho. :))

Silenciosamente ouvindo... disse...

Quando as lágrimas já secas...
Mas não nos estão secando?
Abraço amigo
Irene Alves

Majo disse...

~ ~ ~
~~ Olhos enxutos,
~~ não de insensíveis,
~~ mas de fortes
~~ que os enxugam
~~ nas palmas das mãos...

~~ Belo, Poeta amigo.~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Beijo.~~~~~~~
.

Olinda Melo disse...


Ó mar largo, ó mar largo, casa de tantas esperanças e de...tantas lágrimas.

Abraço.

Olinda

heretico disse...

nada que detenha a força da marés. nem o destino dos rios

abraço, Poeta

Graça Pires disse...

É quando descobrimos que todos os rios do mundo nos nascem nos olhos...
Que belo poema, amigo!
Um beijo.

LE CHEMIN DES GRANDS JARDINS disse...

Superbe dessin.

Bel été à toi.
Amitiés.

Roger

Rita Freitas disse...

É sempre água, mas nunca é a mesma água. Assim é a vida, tal como um rio.

bjs e bom fim de semana

Agostinho disse...

Olhos enxutos esperam ser braço
- abraço a correr e crescer
até morrer no regaço do mar.

BFS

Magia da Inês disse...


Bela imagem poética.

Boa semana!
Beijinhos¸⋰˚✿
✿¸⋰˚✿

Ana Tapadas disse...

«salvar o retrato íntegro»...uma urgência necessária!

Beijo

S. disse...

A indiferença é o que mais dói.
Como é lindo o que vc escreve!

Beijo.

EU disse...

Um rio é a tua poesia. Ponto!
:)

Maria Luisa Adães disse...

Gosto do que escreve!


Maria luísa