sexta-feira, 28 de março de 2014

A DARDEJAR POR SOBRE AS PEDRAS







Passo a passo
no desassossego das marés
inconformado
desde o primeiro grito

atravesso por um fio
a distancia que nos aproxima

trespasso
volvidos tantos mares
na presença límpida
de uma flor
este chão de náufragos

passo a passo
pétala a pétala
em pleno voo
a dardejar por sobre as pedras


 

32 comentários:

GL disse...

E assim se faz o caminho, e assim se cumpre o sonho.

Sónia M. disse...

Passo a passo
mais um belo poema!

Bjs

Rita Freitas disse...

Será este viver intensamente que dá sal à vida.

Abraço

Elvira Carvalho disse...

Passo a passo um belo poema foi construído.
Um abraço e bom fim de semana

Agostinho disse...

Que o fio não se rompa e a respiração que vem das marés continue a dar-nos destes voos.
Perfeito.

trepadeira disse...

Na presença, sempre, de um cravo vermelho, vamos, passo a passo.

Abraço,

mário

Rogerio G. V. Pereira disse...

Que falem todos os poetas
de marés, voos, pétalas

Neste chão de náufragos
A dardejar por sobre as pedras
sem olhar a espinhos

lino disse...

Quando já não há areia nas praias só resta dardejar sobre as pedras!
Abraço

jrd disse...

Encontras sempre o equilíbrio no fio da poesia.

Abraço

Maria do Sol disse...

Naufragamos dentro de nós, diáriamente.
Abraço

Arco-Íris de Frida disse...

As vezes é preciso recuar os passos, para tomar impulso e voar...

Lídia Borges disse...


"Dardejar" um verbo cheio de movimento em certeira trajectória...

Um beijo

Ana Tapadas disse...

Inconformado...sempre. Esse é o meu poeta.

bjs

heretico disse...

a dardejar faíscas nos punhos...

de pé - sobre as pedras!

abraço, Poeta.

EU disse...

Ainda que seja passo a passo, o voo do poeta salta fronteiras. É seu o destino que escolhe...
Bjo :)

São disse...

Dardejemos por sobre as pedras, que bem necessário é!

Bom fim de semana

Teresa Almeida disse...

Gosto desta dinâmica e deste grito.
Abraço.

AC disse...

Uma ideia viva e vivida. Constantemente.

Abraço

Vento disse...

o primeiro grito é o poema-gestual dos corpos nessa imagem magnifica!
os outros, dardos de amor.
beijo.

Justine disse...

E assim, passo a passo, iremos caminhando!

Suzete Brainer disse...

Passo a passo

a sentir o significado

do voo das palavras

ocupando um espaço

único de beleza...

Belo também é o que a imagem

escolhida transmite...

Bj.

Lilá(s) disse...

E passo a passo se constrói um belo poema!
Bjs

ॐ Shirley ॐ disse...

...atravesso por um fio a distância que nos aproxima...Gostei muito, muito mesmo.
Beijos!

irene alves disse...

Temos é que caminhar seja sobre
o que for. Parados é que não.
Desejo que esteja bem.
Será que permite que eu coloque
um dos seus poemas no meu blogue
sinfoniaesol, com os dvidos
créditos? Gostava muit, quando
me visitar deixe no comentário
a s/resposta.
Bom domingo.
Bj.
Irene Alves

Olinda Melo disse...


O caminho das pedras: incómodo, difícil de palmilhar, porém, necessário,até ao limite das nossas interrogações.

Abraço

Olinda

O tempo das maçãs disse...

A sua poesia é fabulosa, Mar e a imagem muito bem escolhida.

Beijo.

Armando Sena disse...

E voando por um mar de sentimentos procurando o sentido do sentir.
Abraço

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amigo muito obrigada pela sua
permissão. Já inseri o seu poema
A Dardejar sobre as Pedras.
É um orgulho mtº. grande para
mim ter um poema seu num dos
meus blogues.
Bj.
Irene Alves

manuela baptista disse...

por um fio

e há sempre marés


um abraço

MARILENE disse...

Há sempre o sentimento para impulsionar os passos, e o voo para fugir das pedras. Abraço.

Graça Pires disse...

Diz-se que as pedras têm alma pelo andar ansioso dos passos...
Um poema muito belo.
Beijo.

ana disse...

Gostei muito dos dois últimos poemas. Só os li hoje por falta de tempo.
Ainda bem que pude passar por aqui.
Beijinho grato pela sua presença. :))