terça-feira, 25 de setembro de 2012

EM PLENO VOO POR UM GRÃO DE AREIA





Não são únicos os caminhos

mesmo quando se cumpre
a rota dos sonhos
e os barcos se despem
de destinos por sobre as águas

Já tínhamos visto longe
a céu aberto
palavras íntegras a respirar
por guelras
pétalas a despontar nos desertos
mares a gorjear
na folhagem das escarpas
noites claras
ao som do relógio de pêndulo

Não são únicos os caminhos

mesmo quando andamos
a sibilar no vento
desapercebidos do pássaro
que renasce em pleno voo

por um grão de areia



 

42 comentários:

elvira carvalho disse...

Os caminhos nunca são únicos. A nossa capacidade de encontrar outros é que por vezes é inexistente.
Um abraço

:.tossan® disse...

Sensibilidade demais. Linda! Um poço de poesia! Beijo

cores e outros amores disse...

Há sempre tantos caminhos para prosseguir esta viagem... é preciso ganhar coragem e escolher sempre o caminho da paixão. Lindo poema!

Secreta disse...

Não são únicos os caminhos, mas sem dúvida que existem caminhos únicos...

Rita Freitas disse...

Bonito!
Concordo, não são únicos os caminhos e é isso que torna a vida tão interessante.
Bjs

ana disse...

Entrei com mais dificuldade neste poema. Não sei dizer porquê mas fiquei presa ao grão de areia.
Beijinho.

www.amsk.org.br disse...

"PRHASAR MAN OPRÉ PIRANDE. SÁ MURRÔ DJI BEN SEMAS."
(ENTERE-ME EM PÉ. PASSEI DE JOELHOS TODA A MINHA VIDA.)
Muitas desde então tem modificado os ventos, as mares e as areias.

beijos e graças,
tem o dom de tornar mas leve os nossos fardos. Nais Tukê.

hfm disse...

Caminhos que as tuas palavras constroiem nos grãos de areia.

jrd disse...

Os caminhos como os carreiros são muitos. Havemos de chegar, grão a grão, passo a passo.

Abraço

Sónia M. disse...

Mesmo que seja por um grão de areia, o importante é esse renascer, o renovar...seja qual for o caminho!

Beijo
Sónia

Lídia Borges disse...



Por um grão de areia, o sonho em pleno voo.

Lídia

noMar disse...

e é sempre tanto
quanto dizes
e belo

e quando o vento sibila
e sopra num grão de areia
onde um pássaro nidifica
e se multiplica

é o tempo de voar
é
são muitos os caminhos...

beijo, Eufrázio

maceta disse...

são muito mais do que grãos os teus versos...

Marisete Zanon disse...

Uma verdadeira viagem. Lindo!

OceanoAzul.Sonhos disse...

...grão a grão, até ao caminho certo

belíssimo, como sempre!

abraço
cvb

Maria João Brito de Sousa disse...

Belíssimo!
São infindos, os caminhos, mas convergem num único sentido, a dado momento...

Abraço, Mar Arável!

Sandra Subtil disse...

Mesmo por um grão de areia vale a pena galgar montanhas, subir escarpas, atravessar desertos frios .
Mesmo por um grão de areia...
junto o meu, ao seu, ao dele, ao dela , aos deles e já não será um grão apenas...
beijinho

Maria Luisa Adães disse...

Muitos são os caminhos,
mas todos convergem
num único oceano

O Oceano Universal...

Lindo o que escreve
sensível nessa sua forma de sentir
e de dizer.

Obrigada por o encontrar nos
"7degraus".

maria luísa

Maria Luisa Adães disse...

Muitos são os caminhos
mas todos convergem
para um único oceano
"O Oceano Universal"...

Lindo o que escreve!
Grata por sua presença nos "7degraus"

Maria Luísa

Silenciosamente ouvindo... disse...

Muitos são realmente os caminhos,
é preciso por vezes percorrer
muitos para finalmente se encontrar
o caminho certo, e mesmo que seja
por um grão de areia, vale a pena.
Bj.
Irene Alves

JP disse...

Não são únicos os caminhos não, mas o grão de areia é tão valioso que todos eles (os caminhos), nos levarão a ele!


Abraço

Pata Negra disse...

todos os caminhos vão dar à Praça do Comercio, ao Terreiro do Paço, ao Terreiro do Povo. Mas cuidado, os peixes devem continuar no Tejo, os pombos no Rossio - quem for tem de ir por meios terrestres ou de cacilheiro! Se por acaso algum manifestante vier de avião não é bem vindo!
Um abraço entre poemas e palavras de ordem

MARILENE disse...

Para realizar sonhos, várias são as opções. Nada está definido. Caminha-se, volta-se, muda-se a rota. E vamos caindo e aprendendo, até chegar ao destino. Bjs.

Brígida Luz disse...

[...]
nascem pássaros insubmissos
nos meus dedos
sóis
poeiras das estrelas

e o caminho
é além dos meus umbrais

trigo
fermento

árvore
tempo

Grata pela tua sensibilidade
e pela presença lá no meu pequeno blogue :)

vieira calado disse...

Muito bem escrito,
o poema!

Saudações poéticas!

© Piedade Araújo Sol disse...

os caminhos nunca são únicos e os sonhos também não!

beijo

Carlos Ramos disse...

Não sabemos o que dos nosssos pés será pisado, não sabemos,sonhamos e actuamos quando é possivel.

OUTONO disse...

...sensibilidade de reflexão.

heretico disse...

de encontro dos caminhos se alimentam os relógios. e explodem os grãos de areia.

belissimo, meu caro Poeta.

forte abraço

Fa menor disse...

Mas por vezes acomodamo-nos aos caminhos de sempre...

Bjos

MariaJB disse...

Filipe

Obrigada pelos comentários que vai deixando nos meus poemas.
Quanto à sua poesia sempre me encanta pela simplicidade da beleza que lhe encontro.
A maior parte das vezes a ausência dos meus comentários deve-se à ausência de palavras para a qualificar, linda que é.
Um abraço
MariaJB

Canto da Boca disse...

Talvez seja esse o grande mistério da vida... Cada dia é um dia que se cumpre, e o nosso olhar sempre se renova sobre o vivido e o que se tem por viver, abrindo caminhos, picadas, estradas, deixa(mos)ndo as pegadas, nos grãos de areias.

Belíssimo!

Anónimo disse...

De facto
ao longo da vida
dispomos sempre de vários caminhos
para escolher
o que entendemos melhor
só que
por vezes
escolhemos alguns
que são autênticos becos.
Impedidos de regressar
resta-nos voar
no sentido
dos pequenos "quase nadas"
que juntos
podem devolver-nos
algum encanto
em pleno deserto



princesa

Evanir disse...

Fico feliz em perceber que certas pessoas,
como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
melhor de todos os passageiros.
Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
com certeza,o vagão é o mesmo.
Com saudades desejo um feliz Domingo,
beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
A Viagem..

Sara disse...

Não, não são únicos. Mas creio que, tantas vezes, nos falta fazer melhor uso da liberdade que ainda nos resta.

Um abraço. Uma boa semana!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Poeta

Os caminhos são tantos e as encruzilhadas brumosas.
Sempre belo ler-te.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Ana disse...

Palavras em pleno voo !

marlene edir severino disse...

Panorâmica a visão
em pleno voo

Lindo voo

Abraço, poeta!

Justine disse...

Nos tempos que vivemos, todos os caminhos são possíveis - só depende de nós!

Maria João disse...


Sejam quais forem os caminhos, o importante é que os sonhos se cumpram sem a exitação dos passos.

Um abraço, Eufrázio.

Hanaé Pais disse...

Veio de longe e tanto já viu...

Mas "raro" são as pétalas a despontarem no deserto.

Deixe pegadas na areia, para eu lhe seguir os passos...

Talvez um dia encontre um oásis,
para nele se libertar.

BRANCAMAR disse...

Quando nos apercebermos voaremos todos e faremos uma praia...

Beijos