terça-feira, 1 de maio de 2012

NO GRITO DAS MARÉS




                                                publicado no meu "Que fizeste das nossas flores"



Nos olhos um mar infinito de palavras soltas
faúlhas e rumores de vento
onde quedos se agitam por dentro
barcos ancorados

Nas velas recolhidas um perfume de algas
onde convergem todas as pátrias movediças
cardumes nos destroços das bandeiras

Estes são os olhos que me olham
nos espelhos da água

Os meus permanecem hasteados nos mastros
a despir horizontes desgrenhados
no grito das marés



32 comentários:

www.amsk.org.br disse...

Ouço daqui.

thilumilay

Lídia Borges disse...

"despir horizontes desgrenhados
no grito das marés", é preciso!
Metáforas que cintilam, nítidas, à superfície da água.

Obrigada, por tão belo poema.

L.B.

R. disse...

Por vezes a quietude é apenas aparente.
Que a agitação interior tranquilamente dê frutos.

Um abraço.

Flor de Jasmim disse...

E muitos outros observam os que estão hasteados.

Beijinho e uma flor

lino disse...

O grito das marés fez-se ouvir por todo o país!
Abraço

trepadeira disse...

"Quedos se agitam por dentro",até explodir de madrugada.

Um abraço,
mário

poetaeusou . . . disse...

*
um belo poema
meu amigo virtual,
,
que linda foto .
,
são nas fotagens do mar
que navegam os meus poemas
percorrendo o areal
com gestos de entardecer
rodopiando tempestades
com uma gaivota faminta !
,
saudações, ficam,
*

Sopro Vida Sem Margens disse...

Belissimo!!

Um beijinho poeta e bom inicio de semana

Ana disse...

Os olhos que nos olham ... as palavras que se sentem !

Um beijo *

BRANCAMAR disse...

Tão belo, que fico sem jeito para comentar, embora seja a segunda vez que leio este poema.
São mares de metáforas "hasteadas" diante dos nossos olhos, num "grito" que tem a força das "marés", neste primeiro de Maio.

E somos levados em ondas de esperança...

Beijos
Branca

Isabel disse...

Tranquilidade e agitação.

E hoje
já Maio

OceanoAzul.Sonhos disse...

Espelhos da água, que gritam marés, ventos, horizontes de palavras.
Muito bonito!
Abraço
cvb

mfc disse...

Olhos que efectivamente vêem e sentem!

ana disse...

Mar Arável,

Muito interessante este (des)equilíbrio. Todavia, o mastro está lá bem erguido.
Beijinho. :)

Sonhadora disse...

meu querido Poeta

Que esse grito nunca emudeça...e essa bandeira continua hasteada.

Um beijinho
Sonhadora

Evanir disse...

A amizade, nasce e cresce como flor,
mas para ela viver,devemos cultivar com amor.
Rega-la a cada amanhecer.
Manter a sinceridade sempre.
Não quero sua amizade por um unico Dia.
E sim para toda vida. Depois da flor vem a semente.
Vamos planta-la. Nossa amizade enraizada.
Até o fim da nossa jornada. beijos meus,
Evanir. 14 de junho de 2011 08:30
Mensagem que levei a minhaslindas amizades
a quase um ano.
Eternizada no blog da amiga(Simone Martins)
Eu continuo pensado da mesma forma por isso
estou aqui hoje.
Ertenizando nossa amizade.
Um ,Dia abençoado .
Paz e luz no seu viver.
Beijos,Evanir.

heretico disse...

habitar os mastros. e fazer do olhar uma bandeira e inflamar o horizonte.

abraço, meu caro Poeta.

deep disse...

Gosto... mesmo. :)

elvira carvalho disse...

Marés que trazemos dentro do peito.
Um abraço

Virgínia do Carmo disse...

Creio nos gritos. E nos horizontes.

Sempre maior, a poesia daqui.

Um abraço, Eufrázio.

Rita Freitas disse...

Estes são os olhos que me olham nos espelhos deste poema, onde ouço o grito das marés.
Lindo

Bjs

Fê-blue bird disse...

Simplesmente deixei-me levar por este grito. LINDÍSSIMO!

beijinhos

Irene Alves disse...

Os gritos existem...eles é que
fazem que não ouvem...
Bj,
Irene

manuela baptista disse...

estes são os olhos
e os espelhos de água

ainda em maio, um abraço

Sandra Subtil disse...

Que o grito nunca se abafe...
beijinho

Sônia Brandão disse...

Olhos que despem horizontes.

Abraços

© Piedade Araújo Sol disse...

gritos sempre, mesmo que nem seja em maio.

boa foto!

um bom fim de semana!

um beij

VÉU DE MAYA disse...

O mar e a vida-nascentes de profundidade para o olhar-no espelho da utopia.

abraço,

Véu de Maya

nacasadorau disse...

Compreendi agora a mensagem.
No grito das marés as memórias vivem.

Beijinhos

Anna disse...

Gritos que não nos morrem na garganta... nem se afogam no mar dos olhos.
Belíssimo...!

Bom fim de semana :)

Graça Sampaio disse...

E o Mar sempre presente nos seus versos! A sua força, a sua beleza, o seu cheiro...

Muito bonito!

Diamantina Bica disse...

só para lhe dar os parabéns pela sua poesia, pois leio assiduamente os seus poemas.
Muitos parabéns