quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

SOPRAR O VENTO CONTRA O VENTO





Se não adormecer nos teus lábios
com o ar em movimento
o vento desalinhado
a chuva a cair abrupta
em bátegas de luz e sombras
nas paredes da escarpa

irei construir um barco
para as aves
cumprirem os trilhos do voo
recolherem
os contornos da noite

Transportarei o sorriso
das estrêlas
na palma das mãos

mas se o vento não passar

ai se o vento não passar

só as palavras em branco
irão soprar as gáveas
do barco

soprar o vento
contra o vento






28 comentários:

www.amsk.org.br disse...

O vento passará!

bj meu

Rogério Pereira disse...

"irei construir um barco
para as aves
cumprirem os trilhos do voo"

Se eu soubesse...

(muito belo)

Ana Martins disse...

Simplesmente lindo, parabéns!

Beijinho com votos de um santo e Feliz Natal.
Ana Martins

folha seca disse...

"Soprar o vento contra o vento" e remar contra a maré...
Abraço
Rodrigo

hfm disse...

Deste vento gosto muito - vento poético!

trepadeira disse...

Por vezes até uma leve aragem pode vencer a tempestade.

Um abraço,
mário

marlene edir severino disse...

Ah
esses ventos!

Afetuoso abraço dos ventos daqui!

Justine disse...

Assim como assim, melhor não adormeceres:))))

lino disse...

O vento (não) cala a desgraça|

Canto da Boca disse...

O vento também cumprirá seu destino de infinito...

Belíssimo!

BRANCAMAR disse...

O vento passará e levará com ele as mensagens de amor, pelas escarpas de que tanto gosta...e os pássaros voarão, mesmo em dias de chuva...

Beijos
Branca

Flor de Jasmim disse...

O vento passa...já as palavras em branco!!!

Beijo e uma flor

jrd disse...

Mais um poema lindíssimo.
O vento contra o vento e um leve bater de asas para acordar o beijo.

Abraço

ana disse...

O vento às vezes é positivo leva os resíduos dolorosos para depois devolver o sorriso.
:)

R. disse...

O vento, que é irrequieto e imprevisível.

George Sand disse...

Bom quando o vento sopra,
e nos faz respirar a tempo,
de uma outra golfada,
de vento.

Lindo.

Graça Pereira disse...

Adoro Poesia e achei, particularmente, este poema bem estruturado e delicioso!
Ai o vento, o vento...leva tantas coisas mas, tráz outras bem agradáveis, como este espaço!
Bj.
Graça

© Piedade Araújo Sol disse...

mas o vento passa...sempre!

belissimo trabalho!

um beij

Secreta disse...

"soprar o vento contra o vento" ... sem desistir dos seus propositos.
Beijito.

Anónimo disse...

Resta-nos
caminhar caminhando apesar o vento.
(do amor nunca ficará tudo dito... nem poemas nem palavras nem respostas)
Abç

Mel de Carvalho disse...

"Transportarei o sorriso
das estrêlas
na palma das mãos"

a poesia é, sem dúvida, aqui, hoje e sempre, o sorriso das estrelas a fulgir dos olhos.

Belo cada texto, meu amigo
Um abraço daqui e, na proximidade natalícia, um beijo fraterno e saudoso.

Mel

BlueShell disse...

Uma brisa que poe tudo...
Há magia nestas palavras...
Bj

intimidades disse...

lindo

Bjinhos
Paula

mfc disse...

... então adormece nos lábios que escolheste por porto de abrigo!

manuela baptista disse...

soprar o vento contra o vento

é ter um vento bonanceiro
e na quilha dos barcos
um pássaro

a deixar passar o vento


gosto das suas palavras de mar

um abraço


manuela

Secreta disse...

Feliz Natal! E votos que o Novo Ano te traga tudo de bom.
Beijitos.

Sopro Vida Sem Margens disse...

..se não adormecer na tua boca
Beijar-te-ei [então] à luz da tua pele/Seiva escrevendo nós d'inspiração/ braços moldados no labor dos teus lábios/ lábios sábios de paixão/ dum barco ao vento que teima em não passar…

Beijos daqui Poeta

delírio d'inspiração...gostei!

Maria disse...

Continuemos então
a soprar o vento
contra o vento.

Beijo.