segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

ARDEM AS VELAS DESTE MAR




Todas as guerras são lamentáveis - mas quando os invasores exibem uma desporporção bélica relativamente aos invadidos - a injustiça e a cobardia
assumem um descontrole colossal, mesmo perante
o genocídio de inocentes.

Israel com o pretexto de destruir o Hamas, quer dizimar os palestinos como a América fez aos índios.

Entretanto Obama (a esperança universal) parece
querer tudo "resolvido" até ao dia da sua posse, e o Bush pai anunciou agora que o seu segundo filho seria um bom presidente.

A Europa desunida faz comunicados,reza e subsidia a remoção dos escombros - e assim ardem as velas

deste mar.


17 comentários:

hora tardia disse...

posso dizer?

digo: BRILHANTE
!


a exortação. às almas legentes.


beijo.

jrd disse...

De fatia em fatia, como se de salame se tratasse, se vai cortando a esperança.

polidor disse...

no mínimo é repugnante, basta olhar as imagens...

abraço

Anónimo disse...

... "barbárie"... disseram eles dos "nazis" !.. e agora???

... e agora?!!... my God ???

... e agora???

Um abraço e muita força e... paciencia para "sobreviver", física e intelectualmente" nesta "hecatombe" !!! física,moral, cultural e humana... que nos rodeia!!! - QUELINO!

mariam disse...

Eufrásio,

...e é isto a humanidade, hoje :(

deixo-lhe isto; se lhe apetecer... pouco mais se pode fazer :(

http://www.avaaz.org/po/

um abraço
mariam

Maria disse...

Belo e triste...
Hoje também foi triste, e sentido, mas bonito ao mesmo tempo.
Até dia 8, Camarada!

Beijos

mié disse...

ardem as velas.


um beijo

enorme

pela lucidez

Mel de Carvalho disse...

o poeta não fica indiferente e eleva o grito, une a sua voz aos que tombam moribundos no chão. dá-lhes voz!

***
Caríssimo Eufrázio,

ausente (ou quase ausente) da blogoesfera, por "n" razões, que nem vêm ao caso, não quis, contudo, deixar passar o dia de Reis para vir aqui agradecer-lhe a sua presença amiga e atenta em meus textos e expressar-lhe votos de que em 2009 se realizem os seus maiores anseios.

Da sua escrita, reafirmo que gosto: Da mensagem, da forma, do conteúdo. Muito bom lê-lo sempre!
Bem-haja pela partilha.

Permita-me um fraterno beijo.
Feliz 2009

Justine disse...

E nós apenas podemos gritar a nossa raiva e a nossa dor perante mais um crime brutal contra a humanidade. Vai ficar impune?

gabriela rocha martins disse...

.
.
.
.

texto+imagem=lucidez

e
que ardam mais velas
dos nossos mares



.
um beijo

Vera disse...

Todas as guerras são lamentáveis, mas esta está-se a tornar realmente um genocídio sangrento.
Alguém entende a cobardia de atacar uma escola??? De matar inocentes???
Pois... e assim ardem as velas...

Beijinhos

Graça Pires disse...

Ardem as velas...
Subscrevo o seu texto.
Um abraço.

PiresF disse...

Bem, meu caro amigo Eufrázio, não posso subscrever este post no seu todo.

Subscrevo sim, que é tempo de paz, que os dois lados têem forçosamente de se entender. Estão, aliás, condenados a entenderem-se, porque esperam?
Quantos mais terão de morrer?.

Grande abraço.

vida de vidro disse...

Assino em baixo. Acertaste em pleno. Pertinente post. **

heretico disse...

assim novíssimos "principes" e novos holocaustos.

admirável lucidez. a tua.

abraços

Ana Paula disse...

Verdadeiramente grave. Verdadeiramente triste.

As velas vão ardendo. O tempo passa e o mundo também arde.

Desesperante!

Obrigada pelo texto que ajudou à minha catharsis...

São disse...

De acordo contigo e sem saber que dizer mais.
Abraço fraterno.