quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

CAMINHAR NA ÁGUA




Imaculada a noite

que nunca dorme

no sossego da preia-mar



Talvez por isso

te veja à tona

arredondada no manto do leito

com um andar baloiço

quase ninfa

púrpura

navio

rio acima a despontar faúlhas



Imaculada a noite

que não dorme

nesta branda tempestade

transporta no teu corpo

um sinal

de cores lúcidas

sedento de madrugadas



Estou a ver-te

asa flamejante

a rasgar um clarão de azuis

sonhos e amanhãs



a entrar efémera no poema

rio acima

dissonante



Meu amor

minha noite de alvoradas



como é bom caminhar

na água

pelos nossos pés




23 comentários:

Maria disse...

..."Meu amor
minha noite de alvoradas"...

Deixa-me ficar só a ler, só a ler...
É pecado comentar este poema...

Beijos

Vieira Calado disse...

Muito interessante o seu poema.
Um abraço

herético disse...

"a entrar (...) no poema

rio acima

dissonante..."

memoráveis versos!

abraços

gabriela r martins disse...

deixo

uma amarra

deito.a

ao mar


.
um beijo

mnemosyne disse...

Tecer na noite sem abas
alvoradas ...abrir as velas da pelo do rio


Beijo

Licínia Quitério disse...

Como é bom entrar num poema assim.
Gostei mesmo!

un dress disse...

e depois

sobrevoar

as águas

pelas

nossas

asas...



~~

Maria P. disse...

É sempre difícil "comentar" poesia, onde as palavras ganham aquela força, que as outras não conseguem definir.


Um abraço*

São disse...

Não é efémera no poema a beleza que nos ofereces!
Bom fim de semana.

Luís Galego disse...

que tal este poema ser musicado?

Donagata disse...

Faltam-me as palavras para tecer um comentário digno do poema.
Gostei.
Bom fim de semana

Maria Laura disse...

E entrar neste belo poema é um prazer. Molhar os pés na água das palavras.

Graça Pires disse...

Entrar no poema pelo caminho das águas.

isabel mendes ferreira disse...

Imaculada a noite

que não dorme

nesta branda tempestade

transporta no teu corpo

um sinal

de cores lúcidas

sedento de madrugadas

_____________________
_____________________


sede de caminhos.

aéreos.

belíssimo!



.


apetece levar.


bjo.

Mateso disse...

Amarras tragadas em mar ...adentro.

Belo.
Bj.

bettips disse...

Vidro e não transparente?
Sim...
Melhor ficar nas belas alvoradas e voltear ao ritmo do poema.
Abçs

vermella disse...

camiñar na noite de alboradas..........
pensamentos moito ben expresados..
beijos poeta.

nana disse...

como é bom

nascermos líquidos

em passos de mar




...







x

Graça Pires disse...

"Entrar efémera no poema
rio acima"
E ficar nele...
Um abraço.

Anónimo disse...

Que romântico!!!

Feliz a "ninfa"
Fonte de inspiração
Para tão belo poema!...
... ... ...
Ternura
Em movimentos...
... ... ...
Beleza exuberante
Flutua, esvoaça, caminha...

...Felicidade
De quem ama...
...Em qualquer azul!

princesa

Carla disse...

"como é bom caminhar na água"...de facto, há poucas coisas que saibam tão bem
uma boa semana

samuel disse...

Comentar como e o quê?!

E daí... talvez a filhota da Elis me ajude...

http://br.youtube.com/watch?v=TvfSAtBhxbE

Abraço.

blue disse...

é bom camihar, sim, mar arável.