quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

LIVRES

caminhando








Nos gestos mais simples

é possível conquistar

um coração de ave

rasgar a crosta das palavras

agitar o fulgor da vida

a grinalda de cristais

onde corre o sémen

rumoroso e fértil



Nos gestos mais simples

é possível espalhar sementes

incendiar fronteiras

partir mar adentro

como se fossemos livres

e somos



Nos gestos mais simples

é possível resistir

rasgar silêncios

na voz dos pássaros

e deixar que as palavras

num sopro de brisa

poisem por sobre as águas

no corpo da poesia



como se fossemos livres

e somos




22 comentários:

gabriela r martins disse...

resisto.te em mar

livre


.

um beijo

Isabel disse...

É na simplicidade que poderemos alcançar a possibilidade de sermos quase
livres

Isabel

vermella disse...

Nos xestos máis simples é onde somos libres.
precioso ben ser libre.
beijo

Maria disse...

Como se fossemos livres, e somos, nos gestos mais simples...
... como o nascer das papoilas,
neste mar
que é arável.

Beijo

herético disse...

abraço. a simplicidade custa muito a atingir...

belíssimo poema!

Mateso disse...

Nos gestos mais simples libertam-se as ondas da Vida-mar.
Beijo

pin gente disse...

nos gestos mais simples
temos o acordar
o dar a mão
o fazer um carinho
.
.
.
o escrever palavras belas
nos gestos mais simples...

abraço
luísa

Licínia Quitério disse...

É possível, sim, mas tão difícil ser simples. Porfiemos.

Maria Laura disse...

Ser simples é do mais complexo que existe! Mas há que tentar!

Graça Pires disse...

Nos gestos mais simples as nossas mãos transformam-se em asas e voamos...
Um abraço.

Rui Caetano disse...

Nos gestos mais simples está a grandeza da vida.

un dress disse...

nos gestos mais simples recolhes a essência da vida.

dançar

caminhar

amar




.beijO :)

Bichodeconta disse...

Bonito poema..UM ABRAÇO E BOM FINAL DE SEMANA..

Anónimo disse...

"Gestos simples"....enceram
Atitudes determinantes,corajosas...
Conquistas!...
princesa

rosasiventos disse...

escolhi as sete letras sete varas sete vestes cor da carne

carne branca seiva azul com marca rosa
em brasa


para sempre para sempre sempre sempre e sempre

para




...



como se fôssemos livres.
e somos?

e somos?

São disse...

Nos gestos mais simples nasce , plena, a Liberdade!
Bom domingo

Gi disse...

Nos gestos mais simples se descobre a beleza do SER.

Belas também as tua palavras

gaivota disse...

obrigada pela visita
e com gestos simples
existe tudo o que mais desejamos!
é só abrir a mão...
beijos

BIA disse...

É na simplicidade que prevalece o Amor!....

Continuo a adorar a tua expressão!

Abraço de peito aberto ao teu

BIA

Maria P. disse...

É no Ser mais simples que tudo se revela, basta saber olhar, sentir.

Beijinho*

BIA disse...

Como poderia esquecer-me do mar? Nasci e creci junto a ele... é parte integrante de mim!

E deste mar arável, que tanto gosto de percorrer, também não pretendo esquecer-me! Faz favor de me tratar por tu!

Abracinho terno

BIA

isabel victor disse...

"( ... ) deixar que as palavras

num sopro de brisa

poisem por sobre as águas

no corpo da poesia" ...

____________________

Belíssimo, mar arável !

IV*