quinta-feira, 15 de novembro de 2007

SARKOZY - TAMBEM POR CÁ

foto-Ricardo Oliveira/gpm








Após um matrimónio feliz nas urnas eleitorais



a direita política aplaudiu o que parecia um casamento



em comunhão de bens.



Entretanto Sarkozy enfrentou um divórcio por mútuo acordo



com a senhora sua esposa.



Agora,ainda não refeito,enfrenta um divórcio litigioso com os trabalhadores



e os estudantes - que lhe dão muito mais luta.



A reforma da administração pública



tal como cá - é uma prova de fogo



para a direita política.







10 comentários:

samuel disse...

Olha... uma união de facto!...

xatoo disse...

é o milagre da multiplicação dos sarkozys!
enquanto eles andam por fora a tratar dos negócios estrangeiros do Império sempre quero ver se as greves internas na França e na Alemanha evoluem para qualquer coisa de mais radical

Maria disse...

E aqui como lá A Luta Continua!!!!!

Anónimo disse...

finalmente juntos....



casam perfeitamente.




________________bom dia!



/piano.

São disse...

"Bonjour, Tristesse!"

Mateso disse...

Finalmente acertaram...
Diz o velho ditado popular: "ainda bem que se juntaram, assim em vez de estragarem duas casas, só estragam uma"... qual será?

A dele ou a nossa?
Aqui fica a pergunta.
Bj.

josé manangão disse...

Nesta pode aplicar-se aquele provérbio português «QUEM SE QUER BEM, SEMPRE SE ENCONTRA» na Europa só ha dois partidos , os que se governam e a oposição COMUNISTA.
José Manangão

herético disse...

olha que dois!...

abraços.

jrd disse...

No meio de tantos divórcios resta-lhe continuara amancebado com os do costume.

Gi disse...

Que sejam felizes :) !


Já agora tu também :)

Bom fim de semana