domingo, 18 de novembro de 2007

AMAR UMA PEDRA

white rock










Todas as fendas da água



dão guarida ao movimento e se desnudam



enquanto a pedra partilha os seus esconderijos





Na respiração do azul



onde os peixes se eternizam



partem anémonas para os silos dos sonhos



mas só algumas pautas musicais



quebram o ritmo das marés



quando as mãos se tocam



para atear fogueiras dentro de nós





Todas as fendas da água



levedadas



entoam hinos



e se transformam na síntese de outros cânticos





Só assim se explica como é possível



amar uma pedra




14 comentários:

Graça Pires disse...

Sabemos que as pedras têm alma pela cadência ansiosa dos nossos passos...
Um abraço

hora tardia disse...

F E N D Í S S I M A.

lena disse...

senti a pedra,
senti o seu caminhar,
senti a poesia e amei a pedra

caminhei com a pedra ao meu lado e uma doce melodia chegou até mim


um abraço meu e obrigada por tão belo momento

lena

un dress disse...

El fuego es una piedra momentánea.

Algo compulsivo, como la ley de gravedad o la mordida

esta pedra quase ventre

de los elementos que la erosionan,

el uno mismo, el agitado,

mueve la piedra al centro de pensar:

aquí jace

esta pedra quase vento

Hay un jugo en Cioran, que la disuelve.

esta pedra quase verde quase ventre quase água






desconstruçãoSobreTextoDe

RafaelCourtoisie em un dress.



.pedrasVivasPedras!...beijO

Maria disse...

E todos os hinos são diferentes...
... como diferentes são todas as pedras...
... e todos os amores...

Perfeito!

beijo

Luís Galego disse...

Tal como o livro de Lobo Antunes, "Eu hei-de amar uma pedra", este poema tem que ser lido devagar. Tudo o que importa deve ser feito com tempo. A ler e a reler, ambos, o livro e o poema...

jrd disse...

Belo poema!
O Mar ama as pedras no espaço das marés.

C Valente disse...

Bom imagem , lindo poema
Sauda�es amigas,
quanto � quest�o que me p�s , j� respondi no meu blog
Sauda�es amigas

Teresa Durães disse...

lindíssimo!

pin gente disse...

porque ela nos ama a nós
com seus lábios, quente e frios
como todos os lábios
num beijo profundo e para perdurar

Ana disse...

Porque também as pedras transportam as nossas lágrimas, sorrisos e abraços e todo um mundo cheio de vida.

Amar uma Pedra...

Está absolutamente sublime.

Um abraço

herético disse...

"pedras vivas", dir-se-ia...

abraços

Bichodeconta disse...

Eu Hei-de amar uma pedra.. Beijar o teu coração..Titulo de um magnifico livro de Lobo Antunes..Leiam, e vão gostar tenho a certeza...

Mateso disse...

Escorre cristalina por entre as fendas a tua palavra.
Lindo!
Beijo