segunda-feira, 29 de junho de 2020

CONTRA OS MEDOS





Quando as mãos no barro
constroem sonhos
de todas as cores
e no branco de uma folha
de papel
se desenham palavras inteiras
vem à tona a luz
muito para lá 
da aparente insignificância
de plantar uma flor
mais vermelha
que os teus lábios

Quando o vento sopra
por entre os dedos
é urgente remar
contra os medos
seduzir a boca das sementes


eufrázio filipe

22 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Um dos mais belos poemas que li ultimamente.
Abraço. saúde e boa semana

Agostinho disse...

Um sopro de bafo quente
inaudível que se sente
no amor os dedos a traçar
palavras difíceis venturosas
que o Poeta alinha em poesia
E é excelente (n)isso

Abraço

A Paixão da Isa disse...

lindo bravo bjs

" R y k @ r d o " disse...

Bom dia:- Poema muito bonito. Gostei muito
.
Bom inicio de semana
Cumprimentos

Rogério G.V. Pereira disse...

Rememos
contra a maré
e já temos
o homem do leme

Graça Pires disse...

Pegar no barro que somos. Usar a página em branco para as palavras que o coração sente. E de tudo o que for possível ou impossível deixar chegar todos os sonhos para que não haja medo algum a perverter as sementes... Belíssimo, o teu poema, meu Amigo!
Uma boa semana com muita saúde.
Um beijo.

Agnieszka Mikołajczyk disse...

Beautiful words, your feelings inscribed here, wonderful elation, but there will be other beautiful words that will damage.

Ailime disse...

Um belíssimo poema.
Os medos tolhem-nos. Rememos com energia.
Beijinhos,
Ailime

Pedro Luso de Carvalho disse...

Parabéns caro eufrázio Filipe pelo seu poema.
Uma boa semana.
Um abraço.

manuela baptista disse...

que assim possa ser!

um abraço

Cidália Ferreira disse...

Que poema bonito!!
**
Quero de volta o meu silêncio...

Beijo e uma excelente Semana...

© Piedade Araújo Sol disse...


é urgente matar o medo

é urgente escrever um poema com esta qualidade poética

é urgente o Poeta voar

:)

AC disse...

Só luta contra os medos quem quer seguir em frente, e é deles que reza a história. Façamos parte desse leque, Eufrázio.

Grande abraço

Maria João Brito de Sousa disse...

Belo poema!

Abraço, Eufrázio

saudade disse...

Fantástico poema para ler num fim de tarde.
Boa semana

Megy Maia disse...

Que lindo poema!
Tão intenso!
Um abracinho de luz!💙🌷💙
Megy Maia🌈

Graça disse...


Muito bom!

AnaMar (pseudónimo) disse...

Maravilhoso nas palavras, poderoso na mensagem.
Que o medo não nos tolha.
Força.

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz interior, Eufrázio!
Remar contra os medos... a favor da coragem sempre.
Toca meu coração o verso, pois sou medrosa.
Tenha dias abençoados!
Abraços fraternos de paz e bem

Sónia M. disse...

Que assim seja.

Beijo

vieira calado disse...

Um belo poema, sem dúvida!

Saudações poéticas!

Juvenal Nunes disse...

Um poema de esperança, mesmo que na sedução da tua boca haja uma flor vermelha.
Abraço poético.
Juvenal Nunes