terça-feira, 8 de outubro de 2019

PRISIONEIROS DO SONHO






Como se fôssemos livres
e somos
para lá dos limites
num traço a pulso
esculpido no pomar das marés
dormem anjos
a fingir de pássaros

desenham barcos
para que tudo aconteça
passo a passo
por sobre as águas
respiram pelas narinas do vento
incansáveis
sopram contra o vento 

prisioneiros do sonho



eufrázio filipe
(revisitado)

11 comentários:

Ailime disse...

Magnífico poema!
Que o sonho nunca nos abandone.
Beijinhos,
Ailime

teresa dias disse...

Já dizia o outro poeta «o sonho comanda a vida»!!!
"Como se fôssemos livres
e somos
para lá dos limites"
Isso é que importa!
Beijo.

Agostinho disse...

"anjos a fingir de pássaros" ou pássaros a fingir de anjos? Com a vista turva ou da neblina que se levantou pus-me a cismar e não atino sobre a questão das penas.
Valha-nos o sonho. Livres.
Gostei de ler, por isso repito.
Abraço.

manuela barroso disse...

Mesmo que a altivez das marés nos iniba de nos fazermos ao largo, será sempre a liberdade a nossa meta. Sejamos anjos ou pássaros. O que importa são as asas, também elas um sonho.
Grande poema!
.
Obrigada pelas suas generosas palavras, E.F. Beijinho!

saudade disse...

"Como se fossemos livres" e somos, naqueles momentos em que fazemos o que gostamos e rasgamos o céu á procura do que nos faz feliz.
Beijo

Olinda Melo disse...


Caro Mar Arável

O sonho será uma forma de sublimar as nossas incapacidades
no mundo real. Assim, sejamos anjos ou pássaros
o importante é Sonhar. Como diz a Teresa Dias na sua citação:
"O sonho comanda a vida".

Abraço

Olinda

Larissa Santos disse...

Um poema adorável:))

Hoje, em edição especial:- :- Metáforas de amor (Poetizando e Encantando)

Bjos
Votos de uma óptima Quinta-Feira.

Marta Vinhais disse...

Ás vezes, é tudo o que temos.... um sonho que nos liberta da dor....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

© Piedade Araújo Sol disse...

e que o sonho nos acompanhe
sempre!

gostei muito do poema.

bom domingo

beijinhos
:)

Graça Pires disse...

Anjos a fingir de pássaros. E desenham barcos. E sopram contra o vento. Como se fossem livres nos sonhos que sonharam… Gosto muito do que escreves, meu Amigo.
Uma boa semana.
Um beijo.

Gracita disse...

Que os sonhos sejam nossos eternos companheiros
Um abraço