quinta-feira, 26 de julho de 2018

TUDO ACONTECEU





Esta noite ouvi
um certo rumor
de palavras antigas

apelavam
na vegetação
ao instinto dos pássaros

mas nas paredes da casa
onde nunca se calam 
os teus retratos

estavam reunidas
todas as condições
para salvar o mundo

foi o que fiz

passámos de novo a respirar por guelras
e tudo aconteceu


Eufrázio Filipe

10 comentários:

Daniela disse...

Lindo!
=)
Sonhos de outrora... olhares de hoje...
Bjinhos

teresa dias disse...

"Esta noite ouvi
um certo rumor
de palavras antigas"
Mais um poema perfeito. Gostei muito!
Abraço.

Ana Tapadas disse...

O Poeta! O ritmo, a construção, as palavras que nunca antes se reuniram...
Excelente!

Beijo

Cidália Ferreira disse...

Gostei do poema!


Beijos-Boa noite!

Tétisq disse...

Do céu ao mar.

Arco-Íris de Frida disse...

A foto passa algo que prende o olhar

Unknown disse...

E de novo os caminhos antigos...! O voo é dos pássaros, e o rumor do mar, e são êxtases que lhes pertencem, e que eu cobiço tanto. Lindo. Um abraço poeta.

Graça Pires disse...

Diz-me, meu Amigo, onde salvaste o mundo e irei fazer-te companhia… São as pássaros que te dão asas?
Uma boa semana.
Um beijo.

Teresa Durães disse...

Salvar o mundo - sempre uma rspetança da sua possibilidade

Agostinho disse...

O regresso ao início é possivel como o criador da liturgia da poesia.
Abraço.