quarta-feira, 23 de maio de 2018

JÚLIO POMAR




Júlio Pomar iniciado no neo-realismo é referência maior da cultura e da inovação das artes plásticas cultivou o desenho e a poesia desde a resistência à ditadura. 
Não deixemos morrer os nossos mortos. 



15 comentários:

Elvira Carvalho disse...

A sua obra deu-lhe estatuto de imortal.
Que descanse em paz.

Graça Pires disse...

Estamos a ficar cada vez mais pobres…
Um beijo, meu Amigo.

Cidália Ferreira disse...

Paz à sua Alma!!

Beijos e um excelente dia!

Ailime disse...

Que descanse em paz e que a sua memória seja perpetuada para sempre!
Beijinhos,
Ãilime

Daniela disse...

Que descanse em paz!

=)

Bjinhos

Rogerio G. V. Pereira disse...

Disse-me ele
sem o dizer

"Ah, e não esqueçam a poesia, pois não há Homem, sem poema!"

Teresa Durães disse...

Uma bela homenagem para um Grande Homem

tecas disse...

Homenagem merecida a um grande Senhor da Arte.
Que descanse em Paz. Deixou um legado para a eternidade.
Beijinho poético Mar Arável.

Ana Tapadas disse...

Não morrerá!

Beijinho amigo

jrd disse...

Que dias os que vivemos neste tempo que é de morte.
Cega, surda e insaciável, anda a grande ceifeira, cruel e desenfreada,levou-nos mais um grande antifascista e um dos nossos maiores artistas plásticos.

Um grande Abraço

Agostinho disse...

O Pomar do Júlio é um primor
Tanta ideia, tanta fruta,tanta cor.

Abraço.

teresa dias disse...

A obra ficou... para nosso permanente encantamento.
Abraço.

Lune Fragmentos da noite com flores disse...

Estará sempre presente pelas suas telas vibrantes. E naquele sorriso que permaneceu franco, até final.

mariam [Maria Martins] disse...

É Grande.

mariam [Maria Martins] disse...

É Grande .