sábado, 10 de dezembro de 2016

O NATAL VAI COMEÇAR



Não são os teus olhos meninos
que me doem
mas a expressão
de um deus entristecido
que não canta
por falta de espaço


Eufrázio Filipe


15 comentários:

Laura Ferreira disse...

eu tenho um menino destes na minha casa :)

Sofia disse...

Belo!

Beijinho.

Marta Vinhais disse...

E devemos deixar as crianças sorrir e encontrar espaço....
Beijos e abraços
Marta

LuísM Castanheira disse...

os deuses nos olhos...
e o poema (curto) que se alarga.

Elvira Carvalho disse...

Muito bonito
Um abraço e uma boa semana

Ana Tapadas disse...

Exacto! Rigoroso.

Bejinho

Rogerio G. V. Pereira disse...

Convidei Deus
arredei móveis
derrubei paredes
desfiz tectos

Espaço há
mas Deus continua ausente

Natal?
Que é isso?

Graça Pires disse...

Tão verdadeiro. Tão cheio de sensibilidade...
Uma boa semana, meu Amigo.
Um beijo.

Agostinho disse...

Como há-de cantar sob o ruído ensurdecedor da indiferença?
Mais depressa do que se pensa
o pó da morte ensurdece o ouvido.

Abraço, Poeta.

Teresa Almeida disse...

Este menino esteve sempre na casa onde nasci, herdado dos meus avós. Bastava isso para sentir algo divino nas tuas palavras.
Beijinho.

Emília Pinto disse...

Mas os olhos de tantos meninos, apesar dos avanços desta nossa sociedade, desumana, estão como esses ...tristes com lágrimas que caiem por vários motivos E nesta época em que as crianças são o principal motivo de alegria nas nossas casas, muitas se perguntam por que são esquecidas pelo Menino Jesus; tantos presentes no sapatinho de muitos e nada nos sapatinhos rotos de tantos outros. E aquele Menino cujo nascimento se vai festejar, também chora, pois está ausente num dia que deveria ser Dele. Amigo, adorei! Um beijinho e que, na noite mágica que se aproxima , à tua mesa , se houver lágrimas, ue sejam de grande emoção e muita alegria
Emilia

graça Alves disse...

Que maravilha!
Eu tinha este quadro em casa...era a "coqueluche" da época! Mas nunca imaginei que viesse a ser tão inspirador algum dia.
Poema lindo!
parabéns!
bj

Fê blue bird disse...

Estou sem palavras perante tanta verdade !

Um momento de reflexão para este natal.

Um beijinho

Odete Ferreira disse...

Muito significativa a escolha deste quadro!
Anda, de facto, muito entristecido o deus dos homens. Por culpa de olhos de gula.
Belo!
BJ


Ailime disse...

Magnifico poema!
Um espaço cada vez mais estreito.
Beijinhos,
Ailime