sábado, 11 de julho de 2015

VOU ALI E JÁ VOLTO






Nesta vida alcantilada
entenderam por bem
as andorinhas nidificar
no ninho que desejei
construído no alpendre
por cima da mesa
onde escrevo
para os pássaros

De tão grato
não me permito
perturbar o seu bailado
nem com o silêncio
das palavras

Vou ali e já volto


Eufrázio Filipe

24 comentários:

Marisa Giglio disse...

Muito bom . Parabéns !

Teresa Durães disse...

Bom regresso!

Majo disse...

~ ~ ~
~~~ Dias

~ bem vividos e

~ muito felizes,

~~~ Poeta.

~ Beijo, Amigo.
~~~~~~~~~~~

Janita disse...

Mais grata te estou Poeta,
pelo tanto que me tens dado
vai, descansa e volta
estarei sempre a teu lado.

Boas férias, bom descanso.

Um abraço do tamanho desse Mar.

Janita

Rogerio G. V. Pereira disse...

Não demores
os pássaros são sensíveis
às ausências prolongadas...

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

O lugar que escolheste
Para escrever para as aves
Não será lugar de Mestre
Para o que cai, como sabes.

Volta quando quiseres,
Mas só ao sítio que queres.



Abraços



SOL

manuela baptista disse...

porque elas guardam a porta e a casa

boas férias!

S. disse...

Beijinho.

heretico disse...

as andorinhas vão sentir a tua ausência...
por alguma razão te escolheram.

abraço, Poeta. bom descanso.

anamar disse...

Perde-te...
Beijinho

Anónimo disse...

Gratas as memórias, mesmo as que ainda hoje construímos. Tal andorinhas que voltam e refazem ninhos.
Bom descanso!
Abç da bettips

Maria Luisa Adães disse...

Vai ali e já volta...

E entretanto, andorinhas voam por cima de seus versos
e ajudam a compor o poema!

belo,

Maria luísa Adães

"os7degraus"

Armando Sena disse...

De sussurros se fazem os momentos.

GarçaReal disse...


Magnifico este poema onde o silêncio fala por si....

Boas férias

Bjgrande do Lago

Graça Pires disse...

Não levas contigo os pássaros?
Umas boas férias, amigo.
Um beijo.

AC disse...

Um ir e voltar com a sensibilidade sempre à mão...

Abraço

Ailime disse...

Muito belo como sempre, Poeta!
Excelentes férias!
Beijinhos,
Ailime

Agostinho disse...

É condição de pássaro voar
ir a espaços explorar
outros beirados e lugares
cruzar mares e depois voltar

Boas férias, poeta.

Boas férias

Ana Tapadas disse...

Volta meu MAR...mas que seja boa a jornada...
bj

Maré Viva disse...

Respeitar a natureza e os que nela vivem é um dever de todos.
Mas dito assim, por um poeta, é fazer poema...
Bjs.

Jaime Portela disse...

As andorinhas agradecem...
Magnífico poema, gostei imenso.
Tenha umas boas férias.
Abraço.

tb disse...

Bons voos! :)

© Piedade Araújo Sol disse...

as andorinhas são como o Poeta, vão, mas voltam...

umas férias felizes.

:)

EU disse...

A pausa na hora certa. Não se deve mesmo "perturbar" a festa dos pássaros...
Bjo, Filipe :)