terça-feira, 9 de setembro de 2014

APENAS UM TRAÇO







No rasto de um risco
em pleno voo
com asas de vento
as pétalas
no chão
que os cães não pisam

no rasto de um risco
deixei no papel a caligrafia
de uma pestana
em forma de vírgula
um gesto de lágrima cansada

no rasto de um risco
em pleno voo
com asas de vento
a carvão
pássaros
cães
sombras amovíveis
no entardecer das paredes da casa
marés ao rubro
nas fogueiras e nos mastros

que fiz eu?

nada

apenas um traço.



 

35 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Riscos a esmo
Sentindo como se a vida
Riscasse
Em ti mesmo

Não, não é apenas um traço
É mesmo um poema
desses
que valem a pena

(muito bom, meu irmão. muito bom)

Maria Eu disse...

Porque há traços que vão para além do "apenas"!

Beijinhos Marianos, MA! :)

teresa dias disse...

Que belo começo de dia...

Til disse...

E fazer um traço já é fazer muito...

Laura Santos disse...

E que traço!
xx

trepadeira disse...

Um traço de união que acorde o povo e grite.

Abraço,

mário

Justine disse...

Fizeste mais do que o suficiente para que nascesse o poema!

EU disse...

Não é com traços que se fazem belas telas?
Assim li o teu poema, Mar...
O apenas é só um começo!

Meu beijo :)

lino disse...

Apenas um traço, mas um traço enorme!
Abraço

Armando Sena disse...

Um traço, um risco, um ritmo alucinante em forma de grito.

anamar disse...

Levaste-me às lágrimas.

Beijinho

deep disse...

Poemas e desenhos - talvez todos comecem com um traço.

Belo este "traço". Bj

Graça Sampaio disse...

Belos esses riscos... Tão bonito e tão simples, o poema!

Bem haja!

Fê blue bird disse...

Apenas um traço que tanto diz.

beijinho

Lídia Borges disse...

Há traços/riscos que marcam...

Lídia

jrd disse...

No rasto de um risco traçaste um Mundo.
Belo poema meu irmão.
Abraço

S. disse...

Um traço é apenas um dos caminhos... há tantos outros para se chegar ao mesmo lugar.

Sempre belo, Mar.

Beijinho.

MARILENE disse...

Um risco que rasga a alma e encanta. Abraço.

OUTONO disse...

Um nada...pleno!
Abraço!

© Piedade Araújo Sol disse...

por vezes é o que basta.

um traço apenas.

o resto vem depois


:)

São disse...

Continuas a escrever bem

Bom Setembro :)

Graça Pires disse...

Traços que abraçam...
Beijo.

Olinda Melo disse...


Uma lágrima em forma de vírgula, uma pestana, um risco, uma pérola, neste poema em que as palavras ganham vida e abraçam...

Abraço

Olinda

Janita disse...

As coisas mais belas começam com um simples esboço.
Um risco, um traço...e de súbito tudo ganha vida própria!!

Abraço.

Majo disse...

~
~ Não vejo o meu comentário!
~ Vou repetir.

~ Um traço eloquente desenhado com inspiração e arte.

~ Um traço inconfundível, Poeta.

heretico disse...

"que farei com esta espada..." - ergueste o poema e o Poema fez-se...

excelente.

abraço, Poeta!

Vénus S. disse...

Traços imortalizados no papel e que voam até aos nossos olhos. :)

Kiss

Sónia M. disse...

Um traço
apenas o começo...

Belíssimo!
BJ

Agostinho disse...

“Unidos como os dedos da mão”
crescem marés rubras na alvorada:
carvão gravado num simples traço.
Risco é cortar-se na hora própria
ficar-se nas covas dizer passo.

Armando Sena disse...

Um lâmpejo, um toque de magia, o poder da criação num ritmo infinito.
abraço

blueshell disse...

Excelente.
A "lágrima cansada" como tantas das minhas....

Obrigada.
Bshell

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, traços que nos marcam pelo destino.
Poema lindíssimo.
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

ana disse...

Como uma vez escrevi, gosto imenso dos seus traços mais simples porque tocam lá no fundo.
Abraço!:))

Marisa Giglio disse...

Muito bom ! Gostei demais . Agradeço a partilha e suas visitas ao meu espaço . Abraços

Teresa Almeida disse...

Sem traço nem haveria voo!