quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

A SOMBRA SE FAZ LUZ




 
 
 
 
Inextinguíveis
tardam os relâmpagos
mas o Inverno
gorjeia
dá sinais de vida
desfolha-se
no palco
onde a sombra se faz luz
e as amendoeiras
começam a florir
para espanto dos pássaros
 
  



28 comentários:

Olinda Melo disse...


Estou como o meu irmão pássaro: as amendoeiras em flor também a mim me espantam, tanto quanto à moira da lenda.É um esplendor de luz e de branco...

Abraço

Olinda

Suzete Brainer disse...

Nesta dança-vida

a luz reflete novos espaços,

novas estações,novos voos

Onde a sombra se faz luz

e a poesia sempre(aqui)

nasce luminosa...

AFRODITE disse...


São os milagres da Natureza... que tem a capacidade infinita de se renovar!
E nós... temos tanto a aprender com ela!

É bela a imagem que escolheste para enfeitar o teu texto.


Beijinhos de luz
(^^)

Justine disse...

Belíssimo poema, cheio de caminhos!
E quanto às esculturas, nem Rodin faria melhor :-))))))

Vítor Fernandes disse...

e conforto

Laura Santos disse...

Imagino que esse espanto dos pássaros seja de boa surpresa; a amendoeira que floresce ainda antes do fim do Inverno....:-)
Belo poema!
xx

Maria Eu disse...

No Inverno também há momentos luminosos.


Beijinhos Marianos! :)

*Belo, como de costume!

Ailime disse...

Lindo! O início de uma primavera que se deseja! Bj Ailime

Arco-Íris de Frida disse...

Achei bonito, mas nao sei mais o que dizer... alem de que achei bonito...

Sónia M. disse...

A Natureza a causar espanto aos pássaros...
Tão cheio de luz. Lindo!

Beijo

jrd disse...

A luz vai entrar o palco pela esquerda alta.

Abraço

Secreta disse...

Um pequeno brilho...no escuro...

Silenciosamente ouvindo... disse...

Maravilhoso poema e imagem.É
verdade as amendoeiras em flor
estão chegando...
Bj.
Irene Alves

trepadeira disse...

Venham os relâmpagos do Inverno, em Abril, todo o ano.

Abraço,

mário

Inês disse...

aqui deste lado não há amendoeira. nunca vi uma amendoeira sequer. deste lado é verão, e aguardamos, eu e os pássaros, que as luzes se façam sombras, pros nossos espantos nos encheram de vida outonal.
um abraço do brasil!

Jorge Lopes disse...

Imagem e texto, um quadro à poeta de verdade!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Poeta

Que tudo se renove e as nossas esperanças também.
Como sempre sublime.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Canto da Boca disse...

O ciclo vital da vida, ainda bem que tudo renasce.

Beijo!

;))

Graça Pires disse...

Faço do espanto dos pássaros o meu espanto "quando a sombra se faz luz".
Um belíssimo poema, amigo.
Beijo.

Pedrasnuas disse...

Haverá sempre sombra para que aconteça luz...e vice versa...eternamente. Somos bons porque outras vezes fomos maus ...

Maré Viva disse...

Florescem as amendoeiras e os corpos preparam-se para a dança da primavera!

Um abraço.

GL disse...

Hibernar é o processo que conduz ao renascimento.
Abraço.

O tempo das maçãs disse...

É bom quando nos surpreendem pelo lado positivo.A vida se renova e ganha novo impulso.

Seu poema é lindo.

A. disse...

É sempre admirável imaginar o desflorar para florir... ou o florir para desflorar Invernos fruindo do prazer das primaveras!... Dpois... depois, talvez se revele o fruto e... -Toma lá o raio das amêndoas!...;)E é assim que da sombra se faz Luz!...


Abraço

samuel disse...

A beleza despida do Inverno dará, mais uma vez, lugar à beleza vestida, colorida, quente…

Abraço.

manuela barroso disse...

A alegria do tempo que se annucia
no ballet das palavras
Bom fim de semana
Bj

Marta Vinhais disse...

Surpresas, sorrisos, sonhos...
Numa dança que eleva os corpos...
Obrigada pela partilha..
Beijos e abraços
Marta

Ana Tapadas disse...

Este é o poema que quis ler hoje...de novo!

bj