sexta-feira, 18 de outubro de 2013

ONDE TEMOS POR HÁBITO ADORMECER







Estalajadeira
com mais longevidade

tantas voltas deu ao vento
pelos campos deste mar
que mais tempo temos
para morrer

Afastada dos belos precipícios
no seu jeito de ninfa
debruçada na escarpa
por sobre apeadeiros
nas paredes da casa

aguarda um barco
ou um bando de pássaros

mas sempre descobre histórias
inventadas
e recomeça a navegar

até a noite das luas cheias
se desvendar
num fio de música

onde temos por hábito
adormecer


 

25 comentários:

:.tossan© disse...

Maravilha de poema! Muito bem escrito pela alma poética!
Eu gosto das sua poesia e suas perspectivas. Abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

e se é....será sempre um belo adormecer.

aguardemos o voo dos pássaros.

bom fim de semana.

beijo

:)

Sónia M. disse...

Do inicio ao fim
sempre navegando.

Belo!

Beijo
Sónia

jrd disse...

Quem canta assim a poesia, só pode adormecer tranquilo.
Abraço Poeta

lino disse...

Mas temos de dormir com os olhos abertos!
Um Abraço

AC disse...

Eufrázio,
Que cada um de nós nunca perca de vista essa estalajadeira.
Muito bem!

Abraço

Laura Ferreira disse...

gostava de adormecer assim...

Bandys disse...

Que lindo!

Adormecer na poesia é sempre doce.

beijos

anamar disse...

Tenho saudades do meu tempo de boa disposição para leituras breves e amigas...

Vou tentar regressar...

Passo só a deixar um beijo

Rogério Pereira disse...

Caso adormeça
que a tua estalajadeira me acorde
se não ela, teus pássaros
ou, sei lá, o fio de música
ou o bater ritmado dos teus versos



ana disse...

Muito bonito, Eufrázio.
Um abraço. :))

Diamantina Martins disse...

Há pessoas que têm muitas historias para contar e eu tambem as adoro
Bjs

Suzete Brainer disse...

Adormecer embalada pela poesia

com a sua música e

voo de pássaros...

Sempre belo voo poético!

Bj.

ॐ Shirley ॐ disse...

Adorável esse poema. Beijos!

Ana Tapadas disse...

Como as palavras se enredam...tão belas.

bjs

Gisa disse...

O barco chegará... Enquanto isso, dançam as palavras.
Um bj

Maria João disse...


Seja o que for que nos adormeça, que haja sempre um verso que nos acorde.

Um abraço, Eufrázio.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Olá,
Um belo adormecer no lindo poema.

Abraço

ag

Ailime disse...

E recomeçar a navegar é urgente! Bj Ailime

Rita Freitas disse...

E desvendo a música deste poema.

bjs

Lídia Borges disse...


Em espera se quedam as pálpebras.

Um beijo

hfm disse...

Há muito que aqui não vinha pois tenho andado um pouco afastada; contudo, foi bom reencontrar esta poesia límpida e melódica de que sempre gostei. Muito.

A. disse...

É no silêncio que o som do tempo procura a sua melodia e nos adormece!...



Abraço

Canto da Boca disse...

(Adormecer nas canções que constroem os sonhos e os voos dos pássaros)

lis disse...

a vida é curta
necessário reinventar outras viagens
descobrir outras histórias
não 'adormecer'...