sexta-feira, 8 de março de 2013

SEM MUROS NEM AMOS





As andorinhas chegaram mais cedo
ao seu ninho preferido
o de sempre

Os senhores do mundo
que não são os senhores da vida
designaram dias
para todos os santos

criaram
não o dia das andorinhas
mas o dia da mulher

Na verdade dos desertos
há flores nas areias
mulheres que valem por si

atravessam oceanos
rasgam o chão

São as mulheres que amo
com asas
sem muros nem amos



 

34 comentários:

Rogério Pereira disse...

Levantadas do chão, meu irmão
Levantadas do chão

anamar disse...

Obrigada pelo meu bocadinho.

Lindo.

Abracinho

Mateso disse...

Mulher sou, nas palavras respiro, nos actos vivo, no olhar acalento, nas mãos afago, na alma amo e no coração amparo.Mulher sou, choro no limbo do dia, rio no calor da noite vivifico na maciez do ventre semeado,recrio nas horas do tempo.Sorrio.
Mulher sou!

Obrigado pelas palavras, bom amigo.

quem és, que fazes aqui? disse...




Infelizmente, há muitas outras que estão aprisionadas pelos muros da descriminação e têm bestas como amos.

Para essas... este dia!

Beijo

Laura


Mas o poema é lindo e agradeço :)

Rosa dos Ventos disse...

Umas levantadas do chão, outras espezinhadas mas todas Mulheres, companheiras de luta com os homens em pé de igualdade e às vezes contra eles...por tanta razão!

Abraço

JP disse...

Designaram dias para todos os santos....

Também criaram o dia das andorinhas. Antes do das mulheres:)))

Abraço

jrd disse...

As mulheres que lutam!

trepadeira disse...

Quando todos nos levantarmos não haverá muros nem amos.

Abraço,

mário

Lídia Borges disse...


"Sem muros nem amos"

Nos queremos, Mulheres!


Um beijo

lino disse...

Uma bela homenagem!
Abraço

Agulheta disse...

Bela homenagem as mulheres! Um dia elas se levantarão como uma fênix e farão a justiça,sem muros nem arames.
Beijinho

Pata Negra disse...

é por isso que o dia da mulher é sempre que um homem quiser??'

Fa menor disse...

Que todos os dias possam ser assim dias da Mulher.

Obrigada!

Isabel disse...

Bonito.

A imagem escolhida também é linda.
Um beijo

heretico disse...

continuam a subir a Calçada - vergadas!...

bela homenagem - o teu poema.

abraço,Poeta

Maria Emilia Moreira disse...

Olá, boa noite!
Quando chegará o dia sem muros, sem barreiras, sem amos?!...
Quando será o dia da igualdade de oportunidades?!...
Beijos.
M. Emília

Branca disse...

Maravilhoso poema!
Em nome das Mulheres e dos Homems que valem por si, obrigada, porque a Humanidade é toda una, na luta pela igualdade, na luta contra todos os poderes e só unidos os venceremos.

Beijos

São disse...

Pela parte que me toca, te agradeço.

Bem hajas, amigo!

Rita Freitas disse...

Bonito!

Bjs

Mel de Carvalho disse...

«Na verdade dos desertos
há flores nas areias
mulheres que valem por si.»

na verdade, é isso o que mais conta na vida - que cada (homem ou mulher) um valha por si próprio, autonomamente e, com os demais, acrescente o mundo.

é um prazer lê-lo, Eufrázio.

fica um obrigada e um fraterno abraço.

Mel

Ana Tapadas disse...

Se o título do blogue já era prometedor...o conteúdo veio confirmar a subtileza e criatividade.

Belo poema, neste post.

bj

marlene edir severino disse...

Estou entre elas?

Não importa. Linda homenagem!
Abraço, poeta!

lis disse...

Salve salve !
mulheres mulheres! sobreviveram...pularam muros e reinam quase poderosas!
obrigada,

Sopro Vida Sem Margens disse...

… todos dias se (d)escrevem como andorinhas ou como o inesperado nu das flores setembrinas…

Cristina Cebola disse...

Bela homenagem!! Passei, visitei e gostei.

Deixo o meu abraço poético!

Justine disse...

E assim continuaremos, mulheres e homens de mãos dadas a atravessar oceanos!

ana disse...

As flores do deserto são as mais belas.
Gostei deste hino à mulher.
Beijinho.

vieira calado disse...

Bem vista a referência!
Porque a grande poesia é sempre referencial.
Um abraço!

irene alves disse...

Não é fácil as mulheres serem
livres na plenitude. Mas têm
que continuar a lutar para o ser.
É difícil libertar as muitas
amarras que ainda há pelo mundo
fora. Muitas são muito corajosas
e lutam mesmo que mpagando um
alto preço: a vida.
Bj.
Irene Alves

Felina disse...

Obrigada por esta linda homenagem,
homens e mulheres unidos sim para derrubar muros e amos

Canto da Boca disse...

Essas Mulheres Protagonistas que fizeram e fazem belos, grandes e ousados voos, mesmo que teimem em cortar-lhes as asas!

Ailime disse...

Para ler boa poesia nunca se chega atrasada. Isto para me redimir de não ter lido ainda este poema magnífico. Obrigada. Ailime

MJ FALCÃO disse...

Gostei Linda imagem cheia de frescura!
"São as mulheres que amo
com asas
sem muros nem amos..."
bem dito...o que não é fácil!

black angel disse...

obrigado pela visita.
lindas as palavras
aqui