segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

O NATAL VAI COMEÇAR





O Inverno faz as pessoas recolherem às cavernas para melhor se amarem.
Sacode-se nas árvores penadas, inventa polícromos arco-íris, manifesta-se contra a perfeição, faz trejeitos ao rosto. Ri-se nos olhos de toda a gente.
Lá no alto, por cima das nuvens de chumbo, levanta a voz dos relâmpagos e às primeiras pancadas de Moliére, abre o pano. Vem ao palco e anuncia:

- Senhoras e senhores, a fábula " é uma pintura onde podemos encontrar o nosso retrato".
-Que dia é hoje?
- Silêncio.
-Senhoras e senhores, ides assistir à mais fabulosa história da minha estação.

As luzinhas furta-cores são as mesmas. O mesmo barro, o mesmo pinheiro, o mesmo musgo, as mesmas pedras. A mesma estrelinha na carapinha do mesmo presépio. O mesmo rebanho, os mesmos pastores, a mesma palha, o mesmo bafo.
Ides ser cúmplices dos animais, dos anjos que vão cair pelas chaminés nos sapatinhos dos meninos ajoelhados - até ao momento em que o galo cantará.

Lá fora as ruas estarão um sonho - até nos olhos dos outros meninos, colados nas montras do céu.
Tudo será luz nas casas iluminadas, nos corações vibrantes - menos nos olhos sem abrigo.

Vai chover. Amai-vos uns aos outros.
Eu sou o Inverno e o Natal vai começar.


 

65 comentários:

Maria José Meireles disse...

Feliz Natal!...

elvira carvalho disse...

Muito bonito.
Uma bos semana.
Um abraço

folha seca disse...

Meu caro Eufrázio
Como é tocante este poema, só acrescento que o vou roubar para um grupo do facebook.
Abraço
Rodrigo

Isabel disse...

Não gosto do Inverno.

Mas gostei do texto.

Uma boa semana

Leonor Lourenço disse...

Texto muito interessante. Feliz Natal

Lídia Borges disse...


Este "espetáculo" é perda que faz doer... Tanto!

Beijo meu

Brown Eyes disse...

Será que vai começar? Tenho as minhas dúvidas. Irá começar é o inferno para muita gente. É nestas quadras que as pessoas mais sentem quando a desgraça cai sobre elas.Beijinhos

Rogério Pereira disse...

Tu és o Inverno e o Natal
E eu sou a réstia de Sol à espera de poder entrar

Espero que Moliére não se esqueça
E me dê a deixa...

Sandra Subtil disse...

Que cantem os galos e que acordem as gentes!
Feliz Natal!
(Adorei a alegoria)

Flor de Jasmim disse...

Não sou fã da quadra Nataliia, Talvez por isso este poema me diga tanto!
Feliz Natal

beijinho e uma flor

partilha de silêncios disse...

Votos de um Feliz Natal

bjs

lis disse...

Ah os contrastes! os poetas sabem bem ler na euforia do Natal a quantidade das cores que contém essa tela que se repete incansavelmente,
achei lindo.
que amando-nos ,haja uma chuva de solidariedade!
abraço

Jane Gatti disse...

Que bom seria se ao menos algo não fosse o mesmo: que a luz se manifestasse em todos os olhares e não deixasse de brilhar nos olhos sem abrigo! Que ao menos neste tempo o "amai-vos uns aos outros" fosse um fato e não uma frase! Que bom seria!
Feliz Natal, amigo poeta!

ana disse...

Mar Arável,
Fiquei arrepiada.
Apesar do frio, gosto do Inverno, principalmente soalheiro.
Gosto do Natal quer seja cénico quer seja intimista.
A tristeza, alarga-se numa alegria aparente, as luzes, as canções espalhadas pelo ar animam. É um momento ilusório e até os sem abrigo são lembrados, pena que só nesta altura.
O que é o Natal? É um menino? É esperança? É o que o homem cria e nada mais.
O seu texto tocou-me como a água gelada que surpreende ou como a "chuva" de Mariza que nos enche os olhos.
Beijo!

Fa menor disse...

Andam a roubar-nos o Natal!

Feliz Natal!

Rita Freitas disse...

Costei deste Natal no inverno.
Deveria se prolongar para o resto do ano.

Beijos e um feliz Natal.

www.amsk.org.br disse...

roubei seus versos e guardei no bolso da minha alma.

bjs meus

sempre

Sopro Vida Sem Margens disse...

...venha o natal..."alu-miado"

deixo um abraço solidário..

Sopro Vida Sem Margens disse...

não resisti...em deixar este texto que um dia escrevi:

Há qualquer coisa que me fecha a alma nesta semana Natalícia...talvez esta fila de silêncio do “demasiado” que [não] se faz. Talvez um sentir descontrolado da falta de sentido prático deste comportamento, em que, APENAS NUM DIA, se convive com o principal e se partilha o excedente, para experimentar APENAS NUM DIA que há mais “alegria em dar que receber”…

Sentisse eu TODOS OS DIAS os corações todos cheios!...
Sentisse eu a abundância resgatada, salva no aroma d’azevinho ...sentisse eu no Natal, a beleza Viva das fragrâncias dos gestos irresistíveis, e, presentearia d’alma cheia e crescente, todos aqueles que experimentam um instante APENAS NUM SÓ DIA...
Que o cedro da humanidade nos faça acreditar que todos nós temos uma “obrigação” na missão de TODOS OS DIAS.

Que um simples “ramo” num pinheiro de Natal mesmo sem ser Natal, complete sempre toda diferença. Conceder aos homens o ouvir do cantar dos pássaros e doar ao tempo, aos dias, o aroma do Amor, da abundância e da concórdia, poderá transformar a escassez ou a pobreza escondida, num propósito com maior grandeza, paz, dimensão e ALEGRIA …

O Natal assim o confirma, reforça esta possibilidade para quem se alimenta diariamente de esperança. Esperança feita de carne viva e terrena. E que dessa esperança nasça a Promessa. A Promessa de um Natal não só forte no gesto de UM DIA, mas também no AMOR de TODOS OS DIAS, renovador e restaurador duma sociedade que, de vários modos, teima em alimentar-se NUM SÓ DIA SÓ de sinais, gestos e de “outras” palavras…

São disse...

Que te seja feliz, o Natal---

Maria Alice Cerqueira disse...


Prezado amigo
Vim agradecer sua presença amiga lá no meu recanto.
Eu vim também lhe oferecer dois selinhos, um de 700 seguidores e o outro com os votos de Feliz Natal.
http://www.mariaalicecerqueira.com/
Abraço fraterno.
Maria Alice

OUTONO disse...

...tudo de bom, amigo!
Abraço!

Teté disse...

E que comece e acabe bem, para todos nós, com muita saúde e alegria! :)

Ana Oliveira disse...



Festas Felizes e um Bom Ano Novo são os meus votos.

Um beijo

jrd disse...

Que grande texto Eufrázio.
A invenção do Natal!

Forte abraço

Hermínia Nadais disse...

Que poema encantador e tão cheio de sentido!
Feliz Natal!

Olinda Melo disse...


Belo texto. Tenhamos fé e esperança.

Um Bom Natal

Abraço

Olinda

Silenciosamente ouvindo... disse...

Hoje venho especialmente desejar-lhe a si e sua Família um Feliz
Natal.
Beijinhos
Irene Alves

Sónia M. disse...

Feliz Natal!

Beijo
Sónia

manuela baptista disse...

desabrigamo-nos

nem todas as histórias são falsas,

falso, é muitas vezes o coração


de qualquer jeito, boas festas para si!

um abraço

Mateso disse...

Eu sou o Inverno do calor triste dos tempos.
Feliz Natal em tempo de recolher o silêncio de nós!
Bj

heretico disse...

encenamos a própria felicidade
e comemos os restos
imolados no altar das aparências...

abraço, meu amigo/irmão

Por que você faz poema? disse...

Sou ainda mais triste durante o Natal,
inevitavelmente.

Graça Pereira disse...

Um encanto: Comecemos então o Natal.
Um santo e feliz Natal e um 2013 muito BOM!
Beijo
Graça

vieira calado disse...

E porque vai começar

hoje é tão simplesmente para desejar-lhe e aos seus,

uma óptima Quadra Natalícia!

Cumprimentos meus.

MAR disse...

Por suerte por acá llega el Verano ...el Invierno me parece re triste.
Besos para ti
mar

Ricardo Miñana disse...

Hola guapa bonito texto,
que tengas un buen fin de semana.
¡Feliz Navidad!
un abrazo.

Parole disse...

Feliz Natal.


Beijo.

www.amsk.org.br disse...

BAXTALE KReCHUNO
thaj
BAXTALO NEVO BERSH 2013
Feliz Natal e Feliz Ano Novo de 2013
COZINHA DOS VURDÓNS E HOMEOPATAS DOS PÉS DESCALÇOS
PROJETOS AMSK/Brasil

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

...e aqui deixo os meus votos de um Feliz natal :)

Branca disse...

Querido amigo,

Já por cá tinha passado e o texto é tão belo que quase não consigo comentá-lo, porque tem tudo, nada a acrescentar, a não ser que depois de passar pelo Rogério e pela Lídia voltei aqui e não é por acaso que nos três encontrei o tema dos sem-abrigo, um tema que me é muito caro, que frequentemente me salta aos olhos na minha cidade e nas Instituições que os acompanham.

E neste nosso mundo, neste nosso país, cada vez mais marginal, é um tema premente, o deste Inverno tão sem esperança.

Tão importante por isso lembrar os contrastes que nos deixas aqui para reflectir e agir, sobretudo agir, pelos que já não têm força para o fazer. Temos a obrigação de ser a sua voz.

Adorei, deliciei-me com esta belíssima mensagem e deixo-te os votos de dias felizes e que a voz e a escrita nunca te doam.

Um grande beijo de muito apreço, sempre.

Branca

AFRODITE disse...



Nesta quadra festiva venho desejar um

……………¨♥*✫♥,
………,•✯´………´*✫
…….♥*……………. __/\__
.….*♥…………….....*-:¦:-*
…¸.•✫…… FELIZ NATAL!!!!
...*♥...........................¨♥*✫♥........
.,•✯´................................,•✯´.......

...............................Muitos beijinhos (^^)

Rosa dos Ventos disse...

Não sou grande fã do Natal!
Passo toda a quadra a fingir que estou feliz!

Abraço

© Piedade Araújo Sol disse...

uma maneira realista de (ver) dizer NAtal, gostei imenso do poema...

bom Natal

beijos

Luis lourenço disse...

caro MaráveL!

Sublime a tua mensagem poética...
Passei para a ler e te desejar UM NATA FELIZ...BOAS FESTAS

Abraço,

Véu de Maya

teresa dias disse...

Lindo, lindo, lindo!
Excelente Natal.

Isabel disse...

Venho desejar um Feliz Natal
Um abraço
Isabel

Anna disse...

Eufrázio, passei só para deixar um beijo e os desejos sinceros de um FELIZ NATAL! Que seja uma noite cheia de Poesia :)

SEM TI disse...

Feliz Natal, com amor e esperança.

Ana

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Querido Poeta

Que todos os teus dias sejam Natal e do coração nunca se apague o sol
Que todos os momentos sejam plenos de felicidade...amor e esperança
Que todos os sonhos se transformem em realidade com a força do amor
Que o espírito do verdadeiro Natal renasça nas mãos de uma criança

Os meus votos de Feliz Natal junto de todos que te são queridos e
que a felicidade e o amor estejam sempre presentes na tua vida.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Sonhadora disse...

Venho desejar um Feliz Natal e aproveito para agradecer as visitas.

Um abraço

Maria João disse...


De dentro do Inverno, venho desejar-lhe;
Boas e serenas festas!

Um beijinho

Sofá Amarelo disse...

O palco do Natal está aberto...

Boas Festas e um forte abraçoooo

Rain disse...

Feliz Natal.Muito obrigado pela sua visita. Gostei muito do pouco que li.
Agradeço se puder fazer nova visita e adicionar. Uma boa noite

Um Jeito Manso disse...

Ontem estava um dia frio, de névoa branca. Não temos neve, temos este frio vaporoso.

Quem gosta de frio, embrulha-se nos seus agasalhos. Quem não tem agasalhos, cobre-se de desgosto.

As luzes das cidades e as iluminações caseiras ajudam a criar a ilusão de natais do tempo da nossa inocência. Tentamos que as nossas crianças mantenham a felicidade e a esperança que nós, aos poucos, vamos perdendo.

Seja como for: estou aqui para lhe desejar, a si e aos que lhe são queridos, um feliz Natal!

Mel de Carvalho disse...

Estimado Eufrázio,

o Natal aqui já começou, mas, pela primeira vez, não tenho comigo alguém que me faz muita falta - o meu filho. É um dos muitos que este país mandou para fora ... enfim! Está bem, é quanto importa.

Caríssimo, agradeço e retribuo os seus votos e desejo-lhe o melhor dos mundos - Feliz Natal, pois.

Fraterno abraço,

Mel

poetaeusou . . . disse...

*
Amigo,
,
a musica do meu Natal,
enquadra-se no teu post,
do qual eu fui tocado !
,
no rumo do meu retorno
nesta quadra anual,
um Mar de Felicidade,
entre ondas de Saúde,
deixo .
*


vieira calado disse...

Olá, boa noite!
Pois... para alguns é Natal!
O pior são os outros...
Um abraço!

Sara disse...

Feliz Natal, Eufrázio!
Um abraço.

Sônia Brandão disse...

É Natal, Feliz Natal!
bj

Licínia Quitério disse...

Muito belo texto. Um tempo suave é o que te desejo. Um beijo.

Brígida Luz disse...

Saudações, Eufrázio.
E obrigada por estes bons momentos de leitura.

Feliz Natal

Donagata disse...

E o galo canta, e os meninos de joelhos, e, mesmo assim, é Natal!!!!
Um beijo grande.

Laura Ferreira disse...

Feliz feliz Natal.
Sempre com muitas palavras.

Teresa disse...

Ainda que o Natal esteja por cumprir...
Que bom lê-lo em Poesia que apetece!