quarta-feira, 21 de novembro de 2012

PÉTALA DESPRENDIDA






Para celebrar o hino
apócrifo do vento
nos barcos desgrenhados
respirámos fundo
a essência dos sargaços
e o mar inteiro
sem idade
mal coube nas nossas mãos

Estávamos tão íntegros
a hastear velas
no branco inconsistente das salivas
a riscar sulcos na água
garatujas nas paredes do cais
que não contive
nos teus olhos

uma pétala desprendida

 

28 comentários:

Rogério Pereira disse...

Eu sei, eu sei
Quase te a apanhei

Janita disse...

Pétala desprendida
Que um tolo pode apanhar
Sentir-lhe o perfume
E ignorar
Sem saber que é amor...

Bípede Falante disse...

da integridade à desintegração vamos como da noite ao dia.
e vamos com tanta pressa que chega a dar dó.

provocante o seu poema!

beijoss

www.amsk.org.br disse...

e novamente se tornou rosa.

bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

e a pétala perfumada caiu nas tuas mãos...

beijo

Rita Freitas disse...

Tão bonito!

bjs

Virgínia do Carmo disse...

Senti a brisa e o toque da pétala.

Um abraço, Eufrázio.

elvira carvalho disse...

Muito bonito. Pena que esse mar inteiro que tivemos nas mãos se tenha transformado numa especie de adorno, sem préstimo.
Um abraço

Lídia Borges disse...


Uma viagem sem céu ao fundo para celebrar "o hino apócrifo do vento"

Um beijo

trepadeira disse...

O cais,tanto serve para chegar como para partir.

Estão a cair-me pétalas pelos assassinados de GAZA.

Um abraço,
mário

Canto da Boca disse...

Uma pétala desprendida, que sabe de poesia!

jrd disse...

Da flor do mar, a pétala desprende-se do olhar.

Vi disse...

Que belíssima e visceral pintura léxica sobre o abraço do mar e a virtuosa beleza dos que nele se elevam.
Adorei!
Grato pela visita ao meu blog.

Vi
www.bardodataverna.blogspot.com
Facebook

Jane Gatti disse...

A pétala desprendida é um hino aos sentidos: todos eles explorados com maestria. Obrigada por compartilhar conosco sua arte. Abraço.

lis disse...

Amo esse 'mar inteiro' de antigos navegantes,de barcos ao vento,de sargaços e de velas hasteadas.
A pétala que se desprende é a mesma que renasce em outros ramos,todas as vezes que nasce também um poema,
parabéns por saber dize-los
abraços

heretico disse...

certamente que a pétala perdura - no perfume dos dias...

belíssimo, meu caro Poeta

abraço

ana disse...

Belíssimo!
Bj. :)

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Poeta

Que essa pétala renasça de novo nas mãos de uma criança.

Um beijinho
Sonhadora

Luis lourenço disse...

Linda pétala-Poeta. tenho estado um pouco distante nas visitas...apenas isso.

O meu abraço,

Véu de Maya

Donagata disse...

... que voou espalhando gotas de azul
É um luxo lê-lo.

Um beijo

anamar disse...

Meu amigo,

em falta ando para com a tua poesia... e até prosa.:((

Ventos fazem rumar as velas para outros estreitos...

Mas hei-de serenar.

Um beijo

Parole disse...

Comovente como deve ser a pétala desprendida.


Um beijo e bom domingo.

maria teresa disse...

E a pétala escorreu pela face e estava salgada.
Abracinho meu

Justine disse...

Sempre o mar - a grande, a enorme metáfora!

marlene edir severino disse...

"e o mar inteiro
sem idade
mal coube nas nossas mãos"

Ah, esse vento...

Lindo, lindo!

Abraço o Mar

Hanaé Pais disse...

Que desses olhos de mar não caiam mais pétalas desprendidas, para íntegros poderem sonhar, pintar, colorir e poetar.
E riscar sem cansar sulcos na água.
O mar arável é um grande Poeta!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Muito belo, poeta...

abraço
cvb

Sandra Subtil disse...

Imensamente belo...
Beijinhos