segunda-feira, 2 de julho de 2012

VOU ALI E JÁ VENHO






Entenderam por bem nidificar
as andorinhas
no ninho que desejei
construído no alpendre
por cima da mesa
onde escrevo para os pássaros

De tão grato
não me permito perturbar
nem com o silêncio das palavras

Vou ali
e já venho

50 comentários:

Sonhadora disse...

Poeta

Espero que não demore muito,fico esperando cheia de sede de boa poesia.

Um beijinho
Sonhadora

Rogério Pereira disse...

Há sempre palavras
para amaciarem
partidas
ausências

Fico preso ao teu último verso
e espero

Brown Eyes disse...

OK. Mensagem entendida

Sopro Vida Sem Margens disse...

Tal como na puberdade a visão que recolhia quando lia poesia nunca pertencia ao que se adequava à própria fantasia. Nidificar ninhos e ir ali e já vir, é portanto, um coração cheio que escreve no contorno dum fim de tarde, onde os pássaros se lêem em silêncio..

hfm disse...

Que a ida seja boa que o regresso não doa.

jrd disse...

Quando regressares terás novos leitores.

Abraço

Isabel disse...

Que lindo!

trepadeira disse...

Fico,com o silêncio,a olhar os pássaros.

Um abraço,
mário

elvira carvalho disse...

Se vai de férias, que elas sejam tão boas quanto as deseja.
Ficamos esperando a sua volta.
Um abraço

Olinda Melo disse...

Olá, Mar Arável

:)

Vou ali e já venho...

Porque é que isto me soa a modos que esquisito?

Seja o que for e em todo o caso, não deixe que as andorinhas tomem conta disso aí, durante muito tempo, sim?

Abraço

Olinda

Sónia M. disse...

Fico aqui
E espero :)
Bom regresso...

Beijo
Sónia

BRANCAMAR disse...

Nem encontro palavras para dizer de como este poeta me deixa inebriada pela capacidade e sensibilidade com que faz poesia dss mais simples circunstâncias.
Adorei o poema, mas espero que a ausência não seja muito demorada, :)

Beijos

cores e outros amores disse...

vai, mas não demores a voltar... os pássaros sentirão a falta das tuas palavras e nós também!

São disse...

Vai em bem e regressa depressa, meu amigo.

Abraço grande.

AC disse...

Nidificar é embarcar em navios de esperança.

Até já!

Abraço

Rita Freitas disse...

Tão bom escrever para os pássaros!

:)

Flor de Jasmim disse...

Eu vou esperar ouvindo apenas o canto dos pássaros.
Até já.

Beijinho e uma flor

lino disse...

Até já!
Abraço

www.amsk.org.br disse...

te avem baxtale.

bjs nossos

heretico disse...

serenamente...

como suave bater de asas das andorinhas - assim teu poema.

abraço, meu caro amigo

Silenciosamente ouvindo... disse...

Então bom descanso, cá o espero.
Bj.Irene

Fernanda disse...

Não abandones por muito tempo as tuas andorinhas.
Beijo

Maria João disse...

Isso, vá mas volte. Os pássaros precisam das suas palavras para voarem.

Um beijinho, Eufrázio.

tossan® disse...

É imponderável.

MAR disse...

Voy allí
y ya vengo.........
Me gusto.
Un abrazo para ti y mi cariño.
mar

OUTONO disse...

...nunca um adeus...um até já...como as migrações dos pássaros nas suas escritas em voos de prazer.

Abraço poeta!

Lídia Borges disse...

Por vezes as palavras surpreendem-nos!...

Até já, então.

Um beijo

☆Fanny☆ disse...

Nunca tinha lido um até logo tão poético! :-)
Maravilha!

Fico à espera que quebres o silêncio das palavras!

Beijinho*

© Piedade Araújo Sol disse...

até já...

e os pássaros voltam sempre...

beij

ana disse...

Muito bonito!
O silêncio cortado pelo chilreio dos pássaros. :)
Beijinho e boas férias, se for caso disso.

vieira calado disse...

Olá, boa noite!
Problemas várias fazem com que só agora regresse aos blogs.

* sim, meu caro!
Não perturbemos os pássaros!

Forte abraço.

Maré Viva disse...

Vai, mas não demores, os pássaros e também nós, precisamos das tuas palavras.
Um abraço.

Vento disse...

então até já:)
espero-te no meu cais.

boas férias, Eufrázio.
beijo.

carla disse...

Então volta e não te demores !

Uma óptima quinta feira ,bjo

Carla Granja

http://paixoeseencantos.blogs.sapo.pt/

maria teresa disse...

Vai voltar...mesmo que tudo esteja bem é sempre necessário "dar um espaço"

manuela baptista disse...

se entender por bem, vá

um abraço!

© Maria Manuel Rocha disse...

«onde escrevo para os pássaros», por entre o silêncio que lhes escuta o chilrear - belo!

(desculpe se não tenho visitado o blog, na verdade há uns meses que, por circunstâncias várias, deixei de visitar blogs e pouco vou "postando" no meu - grata por, ainda assim, continuar a passar lá!)
-

Sandra Subtil disse...

Lindo e delicado.
Aguardo com serenidade.
Beijinho e bons "voos"

Secreta disse...

Não demores...
Beijito.

Aníbal Raposo disse...

Caro poeta,
Espero que não demore.
Forte abraço

Carlos Ramos disse...

Volta sempre...

Gostei imenso da composição. Bela foto também.

Abraço

R. disse...

E é extraordinário quando os sonhos se cumprem! Vá, mas volte :)

marlene edir severino disse...

Adoro
tua "peturbação" poética!

(... Não demora!)

Marisete Zanon disse...

Ontem entrou um beija-flor em minha cozinha. Não me permiti atrapalhar o seu voo e o seu pousar na cortina da janelinha...
Belíssimo, amei!
Estou seguindo-te. Beijo e uma ótima semana!

mfc disse...

O teu respeito é admirável!
Volta breve.
Um grande abraço.

OceanoAzul.Sonhos disse...

Em silêncio, aguardo...

abraço
cvb

BlueShell disse...

Demora ... e quem espera...desespera!
Bj

satinveil disse...

Acabei de chegar.
Espero-o.

Evanir disse...

Ter vc comigo é maravilhoso! Obrigada pelo carinho e sua amizade.
Obrigada por reservar um cantinho em sua vida. para abrigar o meu amor e carinho.
obrigada por partilhar comigo.momentos tão sublimes nesta troca gratuita de amizade!
Que Deus te proteja hoje e sempre.
Obrigada também por estar sempre comigo
em todos os momentos da minha vida.
E através dessa magica telinha que encontrei
alegria de viver e lutar sempre .
Aqui tenho amigos reais por isso
sempre digo.
Amigos para Sempre.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos no coração,Evanir.
Não se esqueça que ..
Estou seguindo -te e te amando.

Sônia Brandão disse...

Fico com as andorinhas.