quarta-feira, 11 de maio de 2011

TÃO NUA POR UM INSTANTE




Estavas a tentar apanhar um pássaro
com a boca
uma sombra vertebrada
à luz do dia
esquecida da anatomia das formas
que circulam nas fragas

e eu fascinei-me
no teu corpo efémero
poisei em desalinho
na vertigem dos espelhos

precipitei-me num excesso de voo
mas encontrei-te

a pintar o vento
contra o vento

a sorrir nas minhas pedras

tão nua
por um instante
descoberta de azuis



45 comentários:

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Que lindo que é pintar o vento! Excelente Eufrázio. Você é um grande poeta.

Sam. disse...

água do mar nas suas profundezas, trazendo a tona o que há de profundo em nós...

pura em inspiração!

abraço de boa noite!

Rogério Pereira disse...

Nasce o poema na figura encontrada?
Foi a figura procurada para dar força ao poema?
Que importa?, se a harmonia é tão perfeita e eu comento o poeta, não o ilustrador...

É tão belo...

BRANCAMAR disse...

Sentires incomentáveis, num dizer imensamente criativo.

Uma mancha azul... no escuro dos dias!

Beijo
Branca

São disse...

O azul é a cor perfeita para todos os corpos e sonhos.

Fica bem.

AFRICA EM POESIA disse...

ADOREI O POEMA e a imagem


Vim matar saudades...

O rio corre sempre
Luta sempre
não baixa os braços

Um beijo

RIO


Olho a paisagem...
Vejo o rio...
O monte...
E vales...
Como és belo...
Como és grande...

É bom ver-te...
Rio límpido...
De águas puras...
De águas cristalinas...
A cair pelos montes...
E pelos vales...

Cair lentamente...
E ver como se corre...
Como se beija...
E como se dorme...

E tu Rio...
Lentamente...
Desces os montes...
Os vales...
E beijas...
E acaricias...
E corres...
Sem nunca parar!...

LILI LARANJO

anamar disse...

E assim acontece por vezes...
E o azul de Helena de Almeida presta-se a isso.

Beijos ilhéus... ainda

ana disse...

Um instante,
às vezes vale mais
que uma eternidade.
Abraço!

OutrosEncantos disse...

que posso dizer-te, Mar?!
... que é lindo de tanto!...

beijo.

Isamar disse...

Lindíssimas as imagens que desfilam nas cabeças de quem te lê. Uma poesia que é, também, uma pintura. Em tons de azul.

Bonito!

Bem-hajas!

Beijinhos

folha seca disse...

A junção perfeita entre o poema e a imagem.
abraço

Sandra disse...

Ma-ra-vi-lho-so!
Sem mais comentários.
Beijinho

A.S. disse...

Vertigem azul
na nudez
do voo...

Abraço!
AL

Isa GT disse...

Suponho que sou demasiado visual para entender poesia... talvez se compreenda porque frequentei a FBAL... ora quando leio que ela apanhava pássaros com a boca... fica-me a imagem... nem digo qual ;)mas a seguir... esperava que fosse... e ela, uma a uma, ia cuspindo as penas ;)

(Bom... devo ser perdoada... sou uma menina travessa lol)

Bjos

Torquato da Luz disse...

Excelente, como de costume, caro Filipe!
Aquele abraço.

lino disse...

Belíssimo!
Abraço

intimidades disse...

lindo

Bjinhos
Paula

Mar Arável disse...

Estimada ISA

sempre bem-vinda à minha escarpa
Nem todas as metáforas são pássaros
nem todos os pássaros são iguais
Bjs

antonio - o implume disse...

Precipitei-me num excesso de voo.
Imagem brilhante.

flor de jasmim disse...

Eufrázio
Ainda bem que se precipitou...
porque a pintar o vento a
encontrou. Belo.
Beijo

manuela baptista disse...

felina

é a que apanha pássaros com o céu da boca

descoberta de azuis


um abraço

manuela

jrd disse...

Belíssimo!
Quando pintamos o vento, contra o vento, pintamo-nos.
Abraço

Sônia Brandão disse...

O pássaro do êxtase...

tão perto e tão longe.

bj

Ad astra disse...

um poema que flutua

Mar Arável disse...

AS TROIKAS ANDARAM A VARRER ESTE ESPAÇO

LIMPARAM COMENTÁRIOS

IMPEDIRAM NOVOS COMENTÁRIOS

IMPEDIRAM O ACESSO AO BLOGUE

SÓ AGORA VI OS ESTRAGOS

A CANALHA ANDA À SOLTA
INTERVEM NA NOSSA PRIVACIDADE


ESTE NÃO É UM LAMENTO

É UM PROTESTO PÚBLICO

Graça disse...

Há voos assim... únicos, como tudo o que escreves.

Beijo, Poeta.

allmylife disse...

Linda poesia..
amo o azul

=)

Te seguindo

Justine disse...

Belíssima, esta sombra vertebrada de palavras e emoções!

mariam disse...

Eufrázio,

Maravilha(da)! Fico.

Fechei a caixa de comentários do http://mariasentidos.blogspot.com/ (um dia destes reabro), mas continuo a visitar o 'blogobairro' e embora ande parca no comentar, não me esqueci de Si nem dos outros(as)amigos(as).

um abraço e o meu sorriso de sempre :)
mariam

solstícios disse...

Bebe-se...num trago...pelo desejo de matar a sede da leitura...

Graça Pires disse...

Fascinante este voo e este pintar o vento contra o vento...
Um beijo.

Lídia Borges disse...

Ficamos assim presos nas assimetrias ocultas dos espelhos e depois, tudo pode acontecer.

E eu deixo-me encantar com esta pintura do vento.

Um beijo

Canto da Boca disse...

Subscrevo o protesto!

Mas não deixo de emocionar com a emoção causada pelo vão do precipício abaixo no qual te lançaste, em busca do ângulo perfeito para colorires de azuis as metáforas com as quais enredaste o/um corpo. Com toda a licença poética do meu encéfalo cheio de ditirambos!

Beijo!

R. disse...

As cores que confortam e 'vestem' são também as que desnudam pela sua ausência.
Sempre profusamente metafórico, Mar Arável.

Parabéns renovados e votos de um bom Domingo.

Mel de Carvalho disse...

Bem-haja, Eufrázio pelo tanto que nos oferece. Sempre belo.

Fraterno abraço.
Mel

tulipa disse...

Aqui estou, mais uma vez, abrindo o meu coração para os amigos e convido-o a ver o meu último post nos "Momentos Perfeitos":

ONTEM...SÓ ONTEM
Aliás, queria que muitos mais dias da minha vida fossem como ontem.
Queria que muitas semanas da minha vida fossem como esta semana.
Uma semana de emoções lindas, puras e fortes.
Interrogo-me: como é que o meu coração aguenta tantas emoções?
A minha vida é difícil, muito difícil.
...
...

Mas a realidade é outra e ouço o meu nome, chamam-me para ir receber o meu 1º prémio num concurso de fotografia; de seguida, nada mais ouvi, os olhos apontados para o chão e os pés levaram-me até ao palco onde me senti num outro universo.
O MEU UNIVERSO!!!

Meu Amigo
Gosto muito do seu universo de palavras de sonho!
Belo poemar o seu.
Um abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

leveza neste poema em que se pinta o vento de azul

tao belo!

boa semana

Beij

opolidor disse...

é a minha cor, dos céus limpos, dos grandes espaços...

Sara disse...

Os melhores encontros talvez sejam aqueles que nos deixam despojados, mas autênticos.

Mona Lisa disse...

Envolta em azul deixei-me levar pelo vento...

Bjs.

Laura Ferreira disse...

O azul tem o condão de me encantar.

antonio - o implume disse...

Em desalinho nos perfilamos, em coragem soltamos o grito.

tb disse...

Fascinante este voar em azuis que se descobrem...
Beijinho.

Sob o Mar Azul de Ádria disse...

Voo flamejante
espuma flutuante

O beijo meu
na boca azul

A memória do sopro
a ecoar...

Sob o Mar Azul de Ádria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.