terça-feira, 8 de março de 2011

APENAS UM TRAÇO

João Cutileiro


No rasto de um risco
em pleno voo
com asas de vento
as pétalas
no chão
que os cães não pisam

No rasto de um risco
deixei no papel a caligrafia
de uma pestana
em forma de vírgula
um gesto de lágrima cansada

No rasto de um risco
em pleno voo
com asas de vento
a carvão
pássaros
cães
sombras amovíveis
no entardecer das paredes da casa
marés ao rubro
nas fogueiras e nos mastros

Que fiz eu?

Nada.

Apenas um traço.

37 comentários:

ana disse...

Mas um traço diz tudo!
Abraço!

anamar disse...

E para quê mais do que um traço?
Obrigada pelo pontinho que me coube...
Beijinhos meus

Anónimo disse...

Palavras em voo rasante… perplexas pela fluidez do traço.
Harmoniosas, articuladas, redondas, e cheias de uma significância melódica como a da leveza do bater de asas das aves, mas tão profundas como só o mar.

“Que fiz eu?
Nada.”

E no entanto, Poeta, no correr do traço, nada, absolutamente nada, ficou por dizer.


Maria José Bravo

José Carlos Brandão disse...

Às vezes basta um traço.

hfm disse...

Um traço - onde tudo começa.

Tania regina Contreiras disse...

Muito, muito mais que um traço, está aí....
Grande abraço,

Mel de Carvalho disse...

"apenas um traço", tão profundamente belo,
no maior respeito que uma mulher pode ambicionar - "pétalas
no chão que os cães não pisam".

Um abraço, Eufrázio, extensivo aos camaradas de quatro patas,
a minha gratidão especial neste dia, em nome de todas as mulheres.

Mel

Maria P. disse...

Lindo.

...beijinho*

Sandra disse...

um traço maravilhoso que se prolonga na imaginação e sensibilidade de cada um...

marlene edir severino disse...

... mas deu asas ao traço!

um abraço

Marlene

lino disse...

Mas que traço!
Abraço

mfc disse...

E de um traço se fez um poema lindo e sentido.

© Piedade Araújo Sol disse...

e por vezes um traço gera palavras e vice-versa.

um beij

flor de jasmim disse...

Eufrázio
"Apenas um traço" para quê mais!!!se contém palavras de uma sensibilidade extraordinária que muito dizem.
Abraço

manuela baptista disse...

...não faça nada

o traço fala

um abraço

manuela

mdsol disse...

Traço firme
A dizer.

:)))

A. disse...

belíssimo!
beijo

Graça Pires disse...

"No rasto de um risco" as palavras têm luz...
Beijos, amigo.

Anderson Fabiano disse...

Mas, fizeste muito, amigo.
Talvez não pelo traço, mas, pela marca impregnada por ele, no exato memento em que ele se fez necessário.

Meu carinho,
Anderson Fabiano

AnaMar (pseudónimo) disse...

Traço
a compasso
a leitura de mais um belo poema

ana disse...

Mar Arável,
Gostei dos seu comentário.

O Homem a meu ver quanto mais culto é mais livre é...e daí não sei, há mais angústias.

Julgo que a História se repete sem os factos serem os mesmos porque o tempo é linear, neste caso como há semelhanças: espiral!

Abraço! :)

tb disse...

com um traço apenas se traça a vida.
Leve como um pássaro a voar.
beijo

tecas disse...

«...no rasto de um risco..», deixa o pendor da qualidade do poeta.Assim como João Cutileiro deixou a marca da sua obra.
Palavras esvoaçam leves como folhas...num traço!
Saudações poéticas

JPD disse...

Editaste um belo poema.
Um abraço

Lídia Borges disse...

Um traço no traçado redondo do poema.

Obrigada!

L.B.

Sonhadora disse...

Querido Poeta

No correo desse traço...pintaste tantas linhas com que remendamos o tempo.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Maria João disse...

Eufrázio

Sublime traço que assim desenha e assim fala a alma de um poeta!

Um abraço

Laura Ferreira disse...

Traço forte, este...

Sara disse...

Poema extraordinário. A liberdade do traço. A criatividade do traço. O sentido idiossincrático do traço.

Bom domingo!

Anónimo disse...

Nada????....

Com um traço
de tão sublime beleza??!!

Tão simplesmente...
sublime!

...

Já tinha saudades
de passear por entre
teus "riscos
em pleno voo"...
inalar tuas "pétalas"...
percorrer "teu rasto"...
sempre acompanhada
de cães e pássaros
num instante qualquer
junto da fogueira
ou no cimo do mastro mais alto
de um dos teus navios

princesa

Rosário disse...

Quantos pontos pode um traço conter?
Depende do tracejado que lhe der... e o Eufrázio sabe traçar as almas todas, até as dos pássaros e as das mulheres. Adorei. Obrigada.

Abraço

Rosarinho

gabriela r martins disse...

"que fiz eu?
Nada"

.
.
.

e assim
penitencio.me ,presa à excelência do traço e do poema



.
um beijo

Maria Marluce disse...

E ESTOU EU A POR UM RISCO, NISSO ME ARRISCO, COMENTANDO OUTRO RISCO DO POETA DO RASGO COM RISCO!

heretico disse...

um traço. e a euforia do Poema. belíssimo

abraço, Poeta

maria josé quintela disse...

com um traço se traça o infinito.

tudo.



um beijo.

R. disse...

Um risco com o poder de mil palavras e outras tantas imagens.

Hanaé Pais disse...

Que fiz eu?
Nada!
Como diz a Mel "pétalas no chão que os cães não pisam"
Brutal! Muito profundo!