sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

AS SOMBRAS NÃO PASSAM DO CHÃO



Quando os ditadores - sempre esquálidos - se escondem e auto-proclamam de mártires, desgraçadamente exibem os limites de uma tendência - a de serem abandonados pelos " amigos " que sempre os bajularam em vida mas nunca estarão disponíveis para os seus funerais.

Nos desertos - as sombras não passam do chão

28 comentários:

Carla Diacov disse...

são exercitos de camelos de perna-de-pau que salvam o mundo!

Justine disse...

Amigos traidores, amigos interesseiros, amigos-sombra!

R.B.Côvo disse...

Incrível a capacidade deles de se fazerem de mártires. Abraço.

jrd disse...

Os "amigos" dos ditadores não são para as ocasiões.

alice disse...

ainda bem que não somos todos iguais, eufrázio. um beijinho e bom fim-de-semana!

folha seca disse...

Usar as palavras e com poucas dizer muito, não está ao alcance de quem quer, mas de quem sabe.
Tudo dito, meu caro.

lino disse...

Dentro da tenda nem sombras há!
Abraço

Fê-blue bird disse...

Um texto perfeito!
São os chamados "amigos de ocasião" :)
Beijos

mdsol disse...

Dizem que é pragmatismo. Este tem as costas largas.

:)))

Rogério Pereira disse...

Pois!
Mas depois...
há que ver quem vem montar os camelos disponiveis, assegurando o perfil da sombra, sombria,
que por ali havia...

flor de jasmim disse...

O mundo transforma-se e o ser humano faz parte dessa transformação.
Abraço

Maria João disse...

Multiplicam-se as sombras na queda dos astros sem céu e, na terra, aumenta a poeira.

Um beijinho Eufrázio

VÉU DE MAYA disse...

No caos...as sombras sobrepõem-se à lucidez. esse é grande mal.Que a Comunidade Internacional através dos seus orgãos próprio descubra formas de diálogo aprropriadas, para que mais povo inocentes não tenham que ser martirizados...A tua observação é muito pertinente... tem a força dos ensinamentos da História...Viva a liberdade, ditaduras.out. meu caro.

Abraço,

Véu de Maya

Sara disse...

As sombras desaparecem quando o sol desce o horizonte.

Bom fim-de-semana.

manuela baptista disse...

e projectam o que fomos ou somos

ditadores

ocidentais que se julgam o centro dos mundos

oportunistas que investem na escravidão dos outros

ou aqueles que nunca calaram, nem calam, que o anseio de liberdade e de direitos, não tem credo nem cor

é mesmo assim, Mar

.Nos desertos - as sombras não passam do chão.

um abraço

manuela

ana disse...

A sombra continuará, lamentavelmente, o que vai suceder é possivelmente uma dança de cadeiras...
Sempre achei graça a sombras mas não destas!

Ricardo Amaral disse...

Por falar em sombras,seremos nós também os personagens da caverna(Platão?)a ver as sombras na parede?Ou seremos já as próprias sombras?

mfc disse...

Infelizment um filme visto demasiadas vezes!

BRANCAMAR disse...

Muito bom este texto, imensamente bom, gosto muito de tudo que escreve Eufrázio.
Tenho estado algo ausente, um pouco cansada da net, mas sempre ansiosa por passar por aqui, onde a poesia é sempre um presente e as metáforas como esta um deslumbramento.
Vou guardar este seu pensamento na minha colecção de máximas:

"Nos desertos - as sombras não passam do chão".

Voltarei para reler o que deixei para tràs.

Até logo.
Beijos
Branca

© Piedade Araújo Sol disse...

actual e concordo contigo:

nos desertos (e não só) as sombras não passam do chao.

bom fim de semana!

beij

antonio - o implume disse...

É a sombra do patrão que despede, porque esse já se prepara para o empregado que se segue.

Sandra disse...

As sombras mudam de direcção...

Nilson Barcelli disse...

Amigos da onça...
Mas os ditadores sabem fazer amigos... à força... e quem não o é, depressa fica à sombra...
Abraço e boa semana.

R. disse...

Há 'amizades' assim: alimentadas da hipocrisia mútua... Como diriam os Ingleses, 'what goes around, comes around' ;)

Muito, muito certeiro!

Votos de uma excelente semana!

Fa menor disse...

As sombras muitas vezes não passam de fantasmas velhos que teremos de ter a coragem de saber matar.

heretico disse...

os ratos abandonam o navio antes do naufrágio! os dos deserto são os mais lestos...

excelente.

abraços

JPD disse...

De bradar aos céus, o que se está a passar na Líbia.

Pergunto, no entanto, a cultura dos povos do Norte de África aguentará um regime que esteja livre de uma tendência religiosa adversa à laicisação, ao pluralismo democrático, às nuances da representatividade?

Aguardemos, pois.

Um abraço

Hanaé Pais disse...

"Nos desertos as sombras não passam do chão"
Muito profundo|
Merece uma reza, é como um cantico, numa catedral.