quarta-feira, 18 de março de 2009

CORPO DE AREIAS



Arredondo tudo
o que desejo no teu corpo
de areias
subo a minha duna
para ver o deserto
o céu e o mar

Espreguiço-me para voar
no instante da paisagem
e regresso para organizar
o pó

Antes que a sombra
se levante
caminho na permissividade
das aves
guardo no punho
um grão de areia
para nunca mais ouvir
as petúnias dizerem
que foram mal amadas

35 comentários:

Anónimo disse...

belíssimo!!!!!!!!!!!!!!!!




.




.piano.

jrd disse...

Muito bom!
É tua a praia...
Abraço

Mateso disse...

A extraordinária capacidade de a- (Mar).
Maravilha!
Bj.

Donagata disse...

Como sempre palavras belissimamente arredondadas entre o céu e o mar.

Pedro S. Martins disse...

tocando para baixo as raízes da eternidade.

Anónimo disse...

Entre e o céu... e o mar, eu amo
uma flor do meu jardim !!!

Ab-E.L.

isabel mendes ferreira disse...

feliz dia 19 de Março....:))))



beijo.

Teresa Durães disse...

guardar o desejo!

utopia das palavras disse...

Belíssimo!!!!!!!!!Primoroso!!!!

antes que a tua sombra se levante...eternizo o teu corpo de areia...!

beijo, Eufrázio

anamar disse...

As palavras são suas!
Depois delas nada faz muito sentido!
Lindo!
Abracinho
Ana

maria josé quintela disse...

muito. muito belo!



beijo.

polidor disse...

só possível quando existe, de facto, sensibilidade...

mariam disse...

Eufrázio,

sensibilidade . respira-se aqui!

. Belíssimo .

deixo um abraço, um ramo de frésias frescas e o meu sorriso :)
mariam

Adriana disse...

poema arredondado, certeiro, me pegou!

Meg disse...

Mais um belo momento de poesia, como já é habitual neste espaço.

Um abraço

Justine disse...

A areia das palavras a vencerem os seus limites, como é mister da poesia. Da boa.

Lena disse...

Muita subtilidade neste poema !
Gostei...
um beijo

São disse...

Muito, muito bonito!
Bom fim de semana, poeta.

Paulo - Intemporal disse...

No Dia Mundial da Poesia, deposito aqui um ramo de sílabas que mais tarde virei colher na vogalização de tantas as palavras de en.cantar.

e saio _______________________________ rendido.

Um abraço[.]

Licínia Quitério disse...

Bom dia, Poeta, neste dia de petúnias bem-amadas!

maré disse...

por cá são as glicínias
.
.
.
e um perfume adocicado de a mar


____

deleito me

arredondo me

permissiva

belo...

mdsol disse...

Palavras bonitas
:))))

vida de vidro disse...

A poesia é certamente muito bem amada, por aqui! Arredondadas palavras de sol e areia. **

Arabica disse...

Poesia de dunas soltas em corpo de mulher desejo.


Boa semana.


Um beijo.

Clara B disse...

poema perfumado a mar e a flores.

Graça Pires disse...

Muito belo! O que dizer mais?
Um abraço.

gabriela rocha martins disse...

consegues guardar um grão de areia quando esta nos foge por entre os dedos?

felicíssima esta tua imagem que ,deferente mente ,ouso ironizar



.
um beijo

heretico disse...

o´deuses da poesia. também quero ... rss

onde descobres tu, Poeta, imagens tão belas?

abraços

Maria P. disse...

Belíssimo.


Um abraço*

Mateso disse...

Volto para ler e ler...
Bj.

hfm disse...

De regresso e fazendo a ronda pelos meus blogues favoritos que bom foi encontrar este poema belíssimo! Um abraço

SILÊNCIO CULPADO disse...

Um poema feito de poesia e de excelentes figuras de estilo.
Mensagens profundas e cruzadas que guardarei comigo.

Abraço

isabel victor disse...

"Espreguiço-me para voar
no instante da paisagem
e regresso para organizar
o pó"


belíssima imagem ...



um beijo


iv

Anónimo disse...

Quero subir à tua duna
Quero voar e regressar...
Quero todas as petúnias bem amadas
Quero reorganizar o pó...
Quero um Mundo Azul
de verdade!

princesa

pin gente disse...

com estas palavras elas não dirão!

que "inveja" tenho da menina na praia... há-de chegar o verão
um abraço