quarta-feira, 3 de setembro de 2008

O PAÍS PULA NA POALHA


Neste parqueamento à beira-mar betonado Cavaco purga-se a leste, Ferreira Leite expurga-se na universidade de verão, Sócrates pilantra com Pedroso, o país pulula no desemprego, pasma, como se fosse paspalho. O país putativo - pula na poalha.

16 comentários:

mdsol disse...

Parecem "palavras" pautadas pelo pê. Pois que passem e perpassem os seus posts. Passarei por perto!
:)

hfm disse...

E nós pululamos no desencanto.

Daniel Geraldes disse...

É verdade, e eu acrescento, que em certas autarquias perdem.se financiamentos de 6 milhões de euros, porque pululam na inercia e incompetência.

Justine disse...

É uma pasmaceira pútrida e pungente.

poesianopopular disse...

Eles pulam na poalha ou na lama ou em qualquer lugar, o que eles querem é pular, até para as nossas costas (se deixar-mos ...claro).
Abraço

Paradoxos disse...

estranhas realidades - quotidianas - em palava!

Eduardo

Alexandre disse...

Eufrázio,

nunca tinha lido uma definição tão PERFEITA de um Portugal tão imperfeito... até quando?

Mar Arável disse...

é verdade Eduardo Geraldes

neste país de elevados índices de rigor na gestão da coisa pública, ainda não vi nenhum ministro ser sancionado pelo facto do país aplicar mal os fundos comunitários disponiveis e devolver milhões à central europeia por incapacidade em aplica-los no país.

gabriela rocha martins disse...

...........assim vamos cantando e rindo................e como alguém escreveu antes de mim ,até quando?


.
um beijo

Caçadora de Emoções disse...

Só para dizer que já estou de volta...
Deixo aqui um abraço e muitos sorrisos :)))

heretico disse...

"pula na poalha" e... na pantalha, permito-me.

brilhante.

abraços

Véu de Maya disse...

obrigado pela visita...os políticos êm de andar aos ziguezague e normalmente o mexilhão é que paga...

cumprimentos

gabriela rocha martins disse...

aceito o café ... desde que para mim seja descafeínado ... ah! e a propósito ,podemos combiná.lo mais a sul?


sim?



.
um beijo

Alfazema Azul disse...

Isto até parece um quebra-línguas.
Quem espera desespera mas não percas a esperança de um futuro melhor.

Beijinhos

éme. disse...

Exercícios magníficos, de língua e de dedo-na-ferida!
Estando fartos destes vazios, faz-se dia novo, aqui pela escrita.
(Sabe-me tão bem, voltar a correr estes lugares, e chegar aqui para ler assim... não fosse o caso, ser este o país que temos... não fosse assim, ser exactamente deste modo que tudo anda... e a escrita - que sabe bem ler devagarinho - saberia ainda melhor, pelo que contasse, como se de um sonho mau apenas se fizesse saber!)

bettips disse...

Como adoro este brincar com as palavras!!!!
Purguemo-nos deles, sempre que possível. "Ainda o dia é uma criança..."
Abç