sexta-feira, 20 de junho de 2008

O PAÍS PAROU


Foto do Bom Jesus - Braga
com o devido respeito pelos contrastes

Ladeira acima "sobe que sobe,sobe a calçada".
Penosa mas alegremente lá ía a procissão.
Ladeira íngreme e pedregosa.
O país carregava um andor com a bandeira
às costas.De olhos vidrados estava prestes
a chegar ao adro,mesmo junto do pelourinho,
onde se previa a grande orgia.
Já com o campanário da igreja à vista,
um santo homem - que indiferente assistia
ao desfile - ousou gritar
Procurem ser pessoas de valor,
em vez de procurarem ser pessoas de sucesso.
O país parou.Uma vez mais.
A festa ficou adiada.

9 comentários:

heretico disse...

a velha história do rei ir nu. na procissão...

... e viver de "iludências"!

abraços

Anónimo disse...

A euforia desmedida afecta ao futebol assusta-me.
O efeito anestésico que provoca angustia-me.
As assimetrias que retrata, os fundos sem fundo agoniam-me...
O seu texto, como sempre, está bem escrito. Diz-nos muito em poucas palavras.

princesa

poesianopopular disse...

-E eu que não queria ser profeta!
Tambem não vou falar da teimosia do sr. Scolari, e muito menos, das duas vezes que o nosso guarda-redes, ficou a meio caminho!
E, agora :-de que irão falar as nossas estações de televisão?

Justine disse...

Uff, que alívio! Já posso ouvir de novo rádio e tentar ver os telejornais.
Fundamentalismos, não!

(o teu texto,Poeta, perfeito na metáfora- já sou fã do estilo:)))

mariam disse...

pois pois,,, LOL

gosto mesmo é de ver o ar "doente" de n pessoas no dia seguinte ao jogo!

bom, lá voltaremos a ler nos jornais as outras estórias de "faca e alguidar" tão típicas do Portugal pequenino...

bom fim-de-semana

um sorriso :)

Luís Galego disse...

mas os constrastes aqui fazem todo o sentido....

gabriela rocha martins disse...

alguém escreveu e muito bem

o REI VAI NU

eu acrescentarei

[para além do rei] ... toda A CORTE


.
um beijo

nana disse...

mas foi de um quentinho, dentro, lembrar o quão unida nossa gente sabe - afinal - ser.......



..




x

Antuã disse...

O europeu acabou mas a dança das transferências ou possíveis transferências vai continuar a sujar o cérebro a muita gente.