terça-feira, 15 de janeiro de 2008

GRIFOS - O DIREITO À PRIVACIDADE







Que a comunidade científica estude,analise e apresente

publicamente conclusões dos seus trabalhos,aponte

caminhos no sentido da preservação da vida animal,

é mais que socialmente interessante - pode ser pedagógico.


Entretanto - nesta sociedade cada vez mais vigiada

e global - o epicentro localiza-se nos valores do mercado

do capital,a qualquer preço.Mesmo à custa da violação

do direito à privacidade,um direito inalienável,cada vez mais

património em vias de extinção.


Diz hoje um jornal diário em grandes parangonas

" pusemos uma câmara no ninho de um casal de grifos

e eles já acasalaram.Temos de esperar 54 dias para ver

na web,o nascimento da cria".


Já que não respeitam as pessoas,pelo menos respeitem

os animais,no seu direito à privacidade.


7 comentários:

Bichodeconta disse...

Quem não tem vergonha, todo o mundo é seu... Claro que não respeitam nada ou alguém.. UM ABRAÇO..

CCF disse...

Em nome da Ciência, é em nome da ciência que se cometem por vezes barbaridades à luz de olhos que sejam humanos. À partida, não se vê qualquer sentido no desnudar dos ninhos.
~CC~

Maria P. disse...

Neste caso não sei que posição tomar, precisava saber qual o objectivo de tal vigilância.

Abraço*

herético disse...

"aquilo" deve dar um gozo "voyerista" danado, pá!...

abraços

Mateso disse...

O síndrome do "Big Brother" já chegou aos animais.... Jesus Christ!
Será talvez em nome da ciência... Coisas!
Bjs.

Donagata disse...

Se esta invasão de privacidade se destina, de algum modo, que desconheço, ao estudo com vista à salvaguarda da espécie não tenho como discordar. Se é um acto gratuito, sem objectivo visível aí só posso estar inteiramente de acordo consigo.

Maria disse...

Eu acho é que estes gajos são uns tarados......
... é só blá blá.....

Abraço