sábado, 1 de dezembro de 2007

ASAS REMOS E PASSOS










OS MEANDROS DO RIO



SÃO ARGOLAS



AZUIS EM REDOR



DOS OLHOS



OS BARCOS AJUDAM



O RUMOR DAS ÁGUAS



AS AVES DANÇAM TRAJECTÓRIAS



SEM APEADEIROS DE MASTROS





QUE BOM ESTE CANSAÇO



MOVIMENTO



DE ASAS REMOS E PASSOS




19 comentários:

isabel mendes ferreira disse...

beijo....:)




"pétala"?





boa noite Mar.

Maria disse...

É linda a "fotografia" que vejo ao ler o teu poema...
... cansaço bom...

Mateso disse...

Argolas de labutas por entre ares e mares de homens.
Lindo.
Beijo

Palavras ao vento disse...

"MOVIMENTO/ DE ASAS REMOS E PASSOS"

Cada palavra fala por si!!

Bom fim de semana.

BEIJO

Isabel-F. disse...

as tuas palavras são sempre belas ...
e deixam-nos a pensar ...
gosto de te ler...

_______________________________

como julgo que será um assunto que te interessa:

Petição em Prol das Crianças Vítimas de Abusos Sexuais

vê no meu blog pfvr

bjs e um bom domingo

un dress disse...

Olhos de asa

rosto abertO




~~

samuel disse...

Estes versos são dos que já vêm com a sua própria música.

Graça Pires disse...

Em redor dos olhos: os barcos, os remos, o azul do rio. A vontade de ser ave.

aquilária disse...

asas, remos, passos: tudo é caminho.

Gi disse...

cansaço gostoso este que apetece continuar a remar.

Bom domingo

um beijinho

gabriela r martins disse...

o BELO
também
se recria
por
aqui


um beijo

jrd disse...

...que se reflecte no espelho tranquilo do rio (Tejo?).

Clara Branco disse...

É daqueles poemas que já trazem cheiro a mar. Lindo!

Anónimo disse...

mt interessante o blogue. n conhecia.

deixo uma dica de um autor novo que merece ser divulgado:

www.tiagonene.pt.vu

Patsy

Teresa Durães disse...

é a vida que gira

vermella disse...

Remar algures,ler este poema é meterse na cuna do mar,mecendose.
Beijo e obrigada pola túa mención.

Luís Galego disse...

QUE BOM ESTE "CANSAÇO"

Donagata disse...

Como sempre muito belo. Como sempre as águas, os seus rumores...
Como sempre um mimo que nos oferece.

Anónimo disse...

Este teu poema faz-me sentir:

Movimento...
Luta...
Entreajuda...
Insegurança, mas persistência
de quem luta
por aquilo
em que realmente acredita!
Enfim,....
Satisfação!
princesa