sábado, 25 de agosto de 2007

EDUARDO PRADO COELHO








NÓS NÃO DEIXAMOS MORRER OS NOSSOS MORTOS



MESMO QUANDO EM VIDA NEM SEMPRE AO NOSSO LADO



VERGO-ME PERANTE A MEMÓRIA




6 comentários:

Maria disse...

Junto-me a ti.
A cultura deste País ficou mais pobre...

Maria P. disse...

Muito bem!

Vladimir disse...

todos ficámos mais pobres.....fazia a diferença....

jrd disse...

Estar sempre "ao lado" tamb�m pode, por vezes, ser inibidor, salvo quando a dist�ncia se torna intranspon�vel e h� que demarcar bem os espa�os.

EPC foi uma grande refer�ncia do nosso tempo.

~pi disse...

estranhamente...

tão estranha quanto incontornável

a morte...

Palavras ao vento disse...

Um perecer prematuro que nos deixou mais pobres!

Que a sua memória... Não fique no esquecimento!

( O meu minuto de silêncio...)