domingo, 29 de abril de 2007

MULHER INFINITA












Ouve-se claro o ruminar das pedras

e até os passos da maré





parecem nossos





o perfume das algas

os lábios lambidos





sei que ardem

asas de insectos nas margens do rio





Vêem-se ao longe clarões ne esfera armilar

iluminarem procissões de náufragos





ouve-se um coro utópico de poetas

a dardejar ao som de alaúdes

no contorno dos mastros e vento norte





Garça branca de neblinas

mulher infinita que te insinuas





onde estás?

15 comentários:

un dress disse...

andamos por aqui.

an.da.moS. todaS.





beijO

Papoila disse...

Infinitamente próximas e distantes... estamos aqui...ou ali... talvez aí...
Beijo

Maria disse...

Não sou capaz de comentar...
Belíssimos, o poema e o quadro.
Até o título...

Vladimir disse...

simplesmente maravilhoso....há um equilibrio impressionante entre a imagem e o texto...

Entre linhas disse...

A mare escoa consoante a medida dos nossos passos,em que os tons da aguarela desvanecem com a distancia...

Bjs Zita

Alexandre disse...

As mulheres são quase todas infinitas
E quanto vezes perguntamos onde estão... e não estão!!!

Vivem na neblina das garças brancas...

Procuro eternamente as mulheres infinitas... talvez um dia encontre uma...

Um abraço!!!

sonhadora disse...

Uma semana de sonho.
Beijinhos embrulhados em abraços

Angela disse...

Nestes últimos poemas que publicaste, reparei que o elemento água está sempre presente.

Eu adoro estar perto da água. Há algo nesse elemento que me seduz e confesso que as tuas palavras me seduziram.

Um grande beijinho.

Luís Galego disse...

a poesia para merecer esse nome tem que encerrar algo de misterioso, de procura, de beleza e muitas vezes de dor...este poema é o conjunto de tudo isto, é uma ode que podia muito bem ser publicada no dia da mulher.

Eufrázio Filipe disse...

Un dress - é sempre um prazer procurá-na na sua finíssima criatividade
Papoila - vou procurar melhor no campo
Maria - é sempre bom ouvir-te
Vladimir - agradeço a distinção
Entrelinhas - boa imagem
Alexandre - Não desista
Sonhadora - agradeço todos os seus carinhos embrulhados
Angela - nunca se esqueça que tento respirar por guelras
Luis Galego - todos os dias são dias da mulher - são a nascente e a foz - o centro da vida - connosco

Anónimo disse...

Como tudo se confunde neste mundo confuso! Confunde-se futebol com desporto, confundem-se católicos com cristãos, confunde-se televisão com Floribela, confunde-se música com pimbalhada, confunde-se Internet com diálogo, confundem-se louras com morenas oxigenadas, confundem-se olhos azuis com lentes de contacto, confundem-se maminhas com silicone, confunde-se amor com sexo, confunde-se liberdade com libertinagem, confunde-se solidão com privacidade, confunde-se riso com alegria, confundem-se polícias com ladrões, confunde-se lebre com gato, confundem-se engenheiros com primeiros-ministros. Valha-nos um mar, qualquer mar, desde que não o confundamos com outra coisa qualquer, para se arar de vez em quando. Dê-se a saber aos confusos como se ara um mar arável.

Eufrázio Filipe disse...

Anonimo - tem toda a razão.
ontem vi um cego a dizer que estava a chorar lágrimas mortas e eu comecei a pensar que o melhor na vida somos nós como somos -apesar dos espelhos.Entretanto se podermos ser melhores e eu não sei o que isso é - podemos tentar.Digo isto porque reconheço que só com palavras azuis consigo respirar por guelras - olhos nos olhos.
Agradeço as suas palavras.Volte - o meu mar aravel precisa de arados

sonhadora disse...

Sonha sempre! Eu venci!
Beijinhos embrulhados em abraços.

sonhadora disse...

de cor, de palavras e de sonhos se faz a vida. Colhe lírios, abraça borboletas, respira Maio e degusta a liberdade.


S._________________________







Beijinhos embrulhados em abraços

inominável disse...

estou aqui... ainda não reparaste?