segunda-feira, 3 de junho de 2019

OS JACARANDÁS JÁ ESTAVAM A FLORIR





Sem o PAN que não é um Partido ecologista mas se prepara para estar na moda passageira, lá fomos visitar a Feira do Livro.
Eu e o mais velho Serra da Estrela de uma bela ninhada.

Para nosso espanto vedaram a entrada ao meu amigo.

Não é fácil dialogar com seguranças mas lá acordámos.
O OLI ficou com o policia por um instante e eu comprometi-me a ser breve.

Regressei com um livro que ofereci ao policia.

"Cão como nós" do Manuel Alegre.

Comovido o policia agradeceu - e nós regressámos ao alpendre - tristes sem farejar a Feira do Livro - mas os jacarandás já estavam a florir.


Eufrázio Filipe

12 comentários:

Larissa Santos disse...

Enfim, barraram a entrada ao sei animal?? Ai a sério...É triste.

Hoje:- O que ontem foi amor, hoje é loucura...

Bjos
Votos de uma óptima Segunda - Feira.


Rosa dos Ventos disse...

Também já li esse livro!
Ontem fui a Lisboa e vi muitos jacarandás em flor, só que não deu para descer até à Feira!
Bonito gesto!

Abraço

Graça Pires disse...

Que boa ideia ter oferecido o livro do Manuel Alegre ao polícia…
Os jacarandás estão mesmo lindos, meu Amigo. Também os vi.
Uma boa semana.
Um beijo.

saudade disse...

Maravilhosa a nossa sociedade..... Podem entrar em restaurantes, mas não na feira do livro.....
Boa semana

Ailime disse...

Boa tarde,
Um testemunho que me comoveu pelo seu gesto magnânimo.
(Não entendi não ter sido autorizada a entrada ao OLI).
Os jacarandás também os vi há tempos e estão lindos.
Obrigada por este momento.
Beijinhos e uma boa semana.
Ailime

Teresa Durães disse...

Primeiro, que cão tão lindo! Meus parabéns, Oli!
A sociedade portuguesa não quer saber de cães, já tive vários. Agora não sei como está no resto da Europa mas há uns anos atrás os cães tinham livre circulação quase em todo o lado. Não percebo como um cão não pode ir à feira do livro que é um espaço aberto, enfim.

Adorei o teu gesto, a oferta do livro, a escolha do livro (para além de ter adorado o livro).

Os meus parabéns sinceros pela beleza da tua pessoa

Elvira Carvalho disse...

Ontem andei por Lisboa. Não pela feira do livro mas em exames numa clínica médica, E os jacarandás estão realmente lindos.
Bonito o seu cão. Pena que não tenha podido entrar.
Abraço

teresa dias disse...

Como é possível...
Cães entram num restaurante (local fechado) e não podem entrar na Feira do Livro (local aberto e arejado)? Está tudo louco!
Aplaudo a oferta do livro ao policial, que se limitou a cumprir ordens.
Beijo para o poeta, abracinho para o Oli.

Ana Tapadas disse...

O livro que escolheu é digno do polícia e, já agora, sem PAN, no meu tempo curto lá irei. A minha Diana fica de guarda.


Beijinho

© Piedade Araújo Sol disse...

Esse livro já o li, reli, ofereci e é um livro que nos ensina e muito sobre a amizade dos cães.
Gostei de ler
Boa semana
beijinhos
:)

Janita disse...

Aí está uma coisa que não me entra na cabeça. Então, os animais de companhia já podem entrar em restaurantes e foi-lhe vedada a entrada ao OLI num espaço a céu aberto? Bem, valeu os jacarandás em flor e saber da emoção do tolerante polícia.
Ainda nem tudo está perdido...

Beijos Mar Arável, e volte lá para ver tudo e adquirir mais uns quantos livros.

Rogério G.V. Pereira disse...

Um policia ficou de guarda
ao teu cão de guarda?

insólito

tens a certeza que o segurança
não considerou tua oferta um suborno?