quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

DEZEMBRANDO




À míngua de pássaros e outros relâmpagos subimos a pulso a nossa escarpa preferida 
para ouvir íntegro o vento inteiro 
para ver sublimado o nosso barco de remar

num abraço
eternamente a respirar
ateados à passagem demais um ano


eufrázio filipe
(reconstruido)

23 comentários:

Rogério G.V. Pereira disse...

Antes disso
tenho tanto que remar

mas guardo desde já teu abraço
para quando a passagem chegar

Rosa dos Ventos disse...

Uns ateados outros atados, uns a remar outros parados!
Cada um é seu caminho!

Abraço

Nataline disse...

Que se reme em direcção à felicidade
Boas festas
Bjo

Jaime Portela disse...

Gostei do poema, é magnífico.
Caro Eufrázio, bom resto de semana e um Feliz Ano Novo.
Abraço.

Teresa Almeida disse...

Dezembrando se chega a Janeiro. E que os abraços dobrem o ano.
Bjs

Janita disse...

Ainda bem que li a tempo, a palavra: reconstruido
é que ia jurar já este poema ter aqui, lido!

Bom caminho até ao caminho novo, Poeta.

LuísM Castanheira disse...

Nunca e' de mais esse abraço aos demais.
Eu por cá ainda vejo pássaros...ate' um dia.
Bom ano, que este foi uma m*da.
Abraço igual.

Ailime disse...

Desejo-lhe Feliz Ano Novo
com saúde,
paz,
amor
e a poesia a envolvê-lo.
Beijinhos,
Ailime

Lua Azul disse...

Olá!
Mais um ano que chega ao fim e novas poesias para construir.
Que o Natal tenha sido ótimo e que não falte boa e bela poesia na vida e neste blog no Ano que aí vem.

Tétisq disse...

Votos de um bom ano, desde a minha escarpa para a sua.
Um abraço!

Majo Dutra disse...

Um Ano Novo especial para si, seus amados~
e para a humanidade.
Terno abraço, EF. 🍀🍀🍀
~~~~~~~~~

Olinda Melo disse...


Sim, Dezembro tem muito que se lhe diga: é o Natal, é a passagem de Ano, os amigos, a família, tudo com muito afecto, distribuído e também recebido.

Um Bom Ano lhe desejo.

Abraço

Olinda

Fá menor disse...

E que nos surpreenda um Bom Ano, sobretudo repleto do bichinho do Amor!

Beijinhos.

Luis Filipe Gomes disse...

Vêm aí as Janeiras para cantar. Cantemos pois as Janeiras. Abraço!

Ani Braga disse...

Mais 365 dias de novas oportunidades estão a nossa espera no ano que está chegando e que todas as realizações alcançadas neste que está quase terminando sejam apenas sementes plantadas que serão colhidas com todo amor no Novo Ano que está por vir, espero que nos encontremos muito em 2019...


Beijos
Ani

Ulisses de Carvalho disse...

Demais um e de mais um, que venha 2019! Um abraço.

Maria João Brito de Sousa disse...

Quase a entrar por Janeiro adentro, deixo um forte abraço, Eufrázio.

Graça Pires disse...

Espero que tenhas dezembrado bem… Que este ano de 2019 te traga saúde, amor e paz. E muita, muita Poesia…
Um beijo, meu Amigo.

Elvira Carvalho disse...

Uma vez mais, um grande poema em meia dúzia de versos.
Abraço e um 2019 muito feliz

Agostinho disse...

Parecia-me já ter visto este lampejo. O final pareceu-me diferente. Encontrei a confirmação entre parêntesis, o que prova que o poema vive e respira, independentemente do meio. Até por guelras!, diz o Poeta. Não se engana, nem engana.
Abraço.

Amor disse...

Mar,
Desejo-te um excelente ano, em especial com muita saúde.
Beijinhos
:)

MS disse...

Boa Ceia de Reis !

© Piedade Araújo Sol disse...

e tanto mar
e ainda tanto para remar

Bom Ano meu amigo!

beijinhos

:)