sexta-feira, 19 de agosto de 2016

A DARDEJAR POR SOBRE AS PEDRAS





Passo a passo
no desassossego das marés
inconformado
desde o primeiro grito

atravesso por um fio
a distancia que nos aproxima

trespasso
volvidos tantos mares
na presença límpida
de uma flor
este chão de náufragos

passo a passo
pétala a pétala
em pleno voo

desvendo-te
a dardejar por sobre as pedras

Eufrázio Filipe

(reconstruído)


17 comentários:

lupuscanissignatus disse...

sanguíneo ar

Rúbida Rosa disse...

Gostei imensamente: "atravesso por um fio a distância que nos aproxima". Abraços meus.

Ailime disse...

Magnifico poema!
Na limpidez das flores tudo renasce.
Até a esperança para salvar o chão dos náufragos.
Bjs bom fim de semana.
Ailime

Laura Ferreira disse...

gostei

Arco-Íris de Frida disse...

Por vezes o sentimento é mais curto que a distancia...

Marta Vinhais disse...

Desvendo-te e encontro-te... Na fantasia do momento.... No florir das flores...
Gostei de ver a foto da estátua do Camilo Castelo Branco...
Beijos e abraços
Marta

Manuel Veiga disse...

nem "diáfano véu da fantasia", nem a "nudez crua da verdade" que o subtilíssimo Eça merece.

apenas vejo - lamento! - um poema "prisioneiro" das suas próprias metáforas e signos, que mais parece a cifra de um cofre forte.

... e, no entanto, belo e grande poema.

abraço amigo

Graça Pires disse...

Uma profunda inquietude, Poeta. É esse estar "inconformado desde o primeiro grito". A desvendar cumplicidades.
Uma boa semana.
Beijos, meu Amigo.

Jaime Portela disse...

Vibrante, ao ritmo das marés, do princípio ao fim.
Excelente poema, gostei imenso.
Eufrázio, tem uma boa semana.
Abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

e as petalas

por vezes voam

na inspiração do Poeta

belíssimo como sempre!

boa semana.

beijinhos

:)

Ana Tapadas disse...

Com o bater das ondas...belo!
Inconformados seremos, sempre.

Beijo

Bandys disse...

Uma sensibilidade que o poeta
descreve passo a passo.
Beijos

Olinda Melo disse...


É isso...passo a passo, pétala a pétala, sem pressas.

Abraço

Olinda

jrd disse...

Mais um belo poema, lido aqui de longe, que me faz recordar o outro, porque esse mar é o mesmo.
Abraço Fraterno poeta

graça Alves disse...

É lindo o poema!
bjs

Majo Dutra disse...

Um sentido desassossego, uma busca ansiosa
e um achamento esplendoroso...
Harmoniosas são as tuas metáforas
e o teu poema é belíssimo!
Beijo, EF.
~~~~

Majo Dutra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.