segunda-feira, 14 de julho de 2014

HOJE PLANTEI UMA ROSA







Inacessível vista do alto
a minha escarpa preferida
é fácil de explicar

vertiginosa sobe ao chão
num perfeito equilíbrio
assimétrico

sem mácula nem poalhas
ali fica breves infinitos
até o mar desgrenhado
vicejar
velas remos e passos
nos mastros mais altos

Hoje plantei
uma Rosa
na minha escarpa
e nada mais aconteceu

 

32 comentários:

Janita disse...

Paradoxalmente, há contradições fáceis de explicar!
Plantar Rosas vermelhas em escarpas fazem o mundo parar.
Será, isso?

Abraço!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Que floresça
Que floresça
e nada mais é necessário que aconteça

jrd disse...

Vertiginosa sobe ao chão na breve inversão do movimento.
Fantástico!

Abraço meu irmão poeta

Lune Fragmentos da noite com flores disse...

Aconteceu, sim.
Da rosa que plantaste, nasceu teu poema.

Luis lourenço disse...

passei para ler o teu poema e te deixar um abraço. O perfume de uma rosa é sempre um achado poético.

deep disse...

Vertiginosas as palavras.
Boa semana.
Bj

Salete disse...

Eternamente viajante...

Como é bela sua poesia, Mar.

Beijo.

Rúbida Rosa disse...

As rosas são donas desse poder de encantar. Abraços rúbidos.

Laura Santos disse...

Uma rosa numa escarpa irregular já é um grande acontecimento :-)
Lindo!
xx

heretico disse...

no vertiginoso chão de tua escarpa
acontece todos os dias o "milagre" da poesia.

a rosa é apenas uma flor - vermelha! - plantada no melhor "Chão de Claridades"...

abraço Poeta, meu irmão

Lilá(s) disse...

E assim nasceu um poema!!
Bjs

Lídia Borges disse...


Plantar uma flor é sempre, antes de mais, um ato de esperança.

Beijo

Lídia

ana disse...

Que linda vai ser essa rosa que da escarpa conseguirá emergir. Gostei muito.
Boa noite!::

EU disse...

Simbolista? Surrealista?
Confesso que, após ter lido e relido, tentando ligar "pontas", não consegui encontrar um rumo. É um poema para ser apreciado como arte. Bela criação poética, Mar!
Ainda assim, atrevo-me a dizer que há sempre algo preferido/eleito, onde se planta o belo que se quer ofertar. O Principezinho também tinha a sua rosa...
Bjo :)

trepadeira disse...

Pois que a rosa traga as velas do mar livre.

Abraço,

mário

Mel de Carvalho disse...

"a minha escarpa preferida
é fácil de explicar", e quão fácil de explicar a minha preferência pela sua escrita - ela planta a palavra no lugar exacto da dimensão simbólica dos sonhos.

gostei muito, Eufrázio, como sempre.
fraterno abraço

Majo disse...

~

~ ~ Plantar uma R o s a numa eacarpa!

~ ~ Não aconteceu nada, mas acontecerá...

~ ~"Sem mácula nem poalhas
~ ~ Ali fica breves infinitos"

~ ~ ~ ~ O Mar e a Rosa...

Marisa Giglio disse...

Muito bonito . Gostei . Beijo .

Graça Pires disse...

Vai florescer!
Um beijo.

Suzete Brainer disse...

Acho que tu já plantas rosas

há muito tempo.O teu mar (espaço)

é um canteiro de rosas poéticas

que eternizaram...

Sempre estou colhendo (respirando)

poesia aqui.

Bj.

Ailime disse...

Um poema perfeito como a Rosa!
Bj
Ailime

Agostinho disse...

Quem planta rosas assim
há de colhê-las em Maio
- o mês perfeito

www.amsk.org.br disse...

E pra que mais ... uma rosa já vale o mundo.

bjs nossos

© Piedade Araújo Sol disse...

há coisas imperceptíveis aos nosso olhar

um dia vai florir

:)

Isy disse...

E que as flites cresçam...

Bjxxx

Justine disse...

E nada mais precisava acontecer...
Muito belo!

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
Plantar uma rosa é o crescimento de uma nova geração.
Abraço
AG

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Til disse...

Cuidado com as rosas sem espinhos...

samuel disse...

Belo texto! A ombrear com a própria rosa… :-)

helia disse...

E que a rosa floresça e que continue a publicar Poemas tão bonitos como este ! Gostei muito !

Fê blue bird disse...

Aconteceu poesia e a rosa floresceu.

Um momento mágico!


beijinho

Sónia M. disse...

Acontece tanto
onde o olhar não chega.

Muito belo, como sempre.

Beijo