quarta-feira, 24 de novembro de 2010

SOLTAR OS PÁSSAROS

publicado no "Para lá do azul"



Os cães choravam em silêncio
e eu não sabia porquê

Pensei no pobre limoeiro a afundar-se

lá onde nidificam toupeiras

ao entardecer

na estrela persistente

que viceja à noite no portão

nos olhos claros de um certo azul

que ilumina a casa

no desfolhar ensombrecido

das roseiras

Vasculhei tudo

invadi searas proíbidas

até ao mais íntimo da pele

pó, sombras, sonhos

Perguntei-te - quando desaguas ?

e tu desaguaste à janela

a marejar entristecida

e eu não sabia porquê

Foi quando os cães se levantaram

para soltar os pássaros


28 comentários:

Marta disse...

"...até ao mais íntimo da pele"
Bonito!

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Simplesmente sublime.

beijinhos
Sonhadora

Vieira Calado disse...

Um certo mistério

sempre confere beleza aos poemas.

Como neste que nos mostra

Um abraço

José Carlos Brandão disse...

Soltar os pássaros
para ser livre.

jrd disse...

Poemas como pássaros, voam nas asas das palavras.
Abraço daqui.

Justine disse...

É preciso voar para que haja alegria! Belíssimo:))

Maria João disse...

Na persistencia da estrela

O azul...

O choro silêncioso dos cães..

A cumplicidade dos pássaros e,

uma janela pronta a revelar-se !



Sempre... como sempre!!
Beijinhos

tb disse...

Bom reler sempre soltando os pássaros. Mas... as gaiolas parecem cada dia mais fechadas.
Um abraço.

lino disse...

Os cães choravam em silêncio porque pressentiam que chegava o dia em que, há 35 anos, a revolução de Abril foi traída.
Abraço

ana disse...

Ficou o cheiro das rosas.
Abraço!

partilha de silêncios disse...

" os cães choravam em silêncio..."
Eles sabiam antecipadamente, que era preciso libertar os
pássaros !!!

Sensibilidade que por vezes falta ao ser humano. Abençoados os seus cães.

um bj

O Espírito do Tai Chi disse...

Para lá do poema a mensagem subjacente... Gostei!

António Serra

Sara disse...

Sabe quem me fez lembrar agora? O cão das lágrimas de Saramago, uma personagem que o escritor apreciava particularmente... :)

É importante perceber as razões na origem das lágrimas. Mais importante é dar os passos que as fazem estancar.

Bom fim-de-semana!

carlos pereira disse...

Caro Eufrázio;
Na rendição das palavras, o desaguar dos sonhos e um sentimento de liberdade.
Belo poema. Gostei muito.
Um abraço.

R. disse...

É uma imagem bela e sensível. Os cães percepcionam frequências que escapam à nossa audição. Só eles ouviam os pássaros :)

Um abraço.

Mel de Carvalho disse...

Meu bom amigo,
os cães são intuitivos, percepcionam e pressentem, antes de nós, o que ainda está por vir.
Assim era com os meus. Sinto-lhes falta. Primeiro o bichon, depois o serra da estrela, e, agora até a gata ...
Restam-me as andorinhas que, ano após ano, vêm adornar os beirados da minha alma. E são livres ...

Eufrázio, conhecia o poema, nem por isso deixei de me encantar.

Fraterno abraço
Mel

Licínia Quitério disse...

Já conhecia e lembrava-me bem. É um belo poema.
Abraço.

Virgínia do Carmo disse...

Às vezes acontece-nos...

[não sabermos porquê]

Sempre bom reler!

Um abraço

mdsol disse...

:)))

Genny Xavier disse...

Poeta,

Os bichos têm a percepção dos poetas...são como poetas tecendo os versos nos limites da natureza plenamente comunicável...
Lindo poema...lindo.
Beijos,
Genny

Artur Gonçalves Dias disse...

"Perguntei-te - quando desaguas ?

e tu desaguaste à janela

a marejar entristecida

e eu não sabia porquê"

na intimidade da cumplicidade
o sonho humano que faz mescla
com a inocência

cumprimentos

© Piedade Araújo Sol disse...

acho que os cães sempre choram em silêncio...

parabéns por ter escrito este poema fabuloso.

um beij

A Diletante disse...

Cheho aqui e esqueço-me das palavras... porque é mais importante o que sinto. Sempre!

Um beijo da Meg

Anónimo disse...

eu tenho o livro. onde desaguo muitas vezes.



encantada.


abraçoooooooooooooooooooo.


imf (piano)

ana disse...

O choro é por vezes, a libertação em forma de catarse.

heretico disse...

admirável coletânea de Poemas "Para além do Azul"...

que revisito muitas vezes.

abraços

BLOG SPOT disse...

É uma imagem forte...

Isa GT disse...

Passo por aqui muitas vezes mas... poesia é algo que me deixa sem comentários... ela fala por si e está tudo dito... apenas se sente ou não.

Bjos