terça-feira, 29 de setembro de 2009

PELA VIDA FORA




Estava em desassossego
a despertar o timbre
de outros mares
quando lançaste uma flor para o palco

Uma flor vermelha
de lábios doces
que recolhi pétala a pétala

Nunca soube quem és
muito menos do teu jardim

mas sei que me acordaste
pela vida fora


32 comentários:

José Carlos Brandão disse...

o milagre de uma flor
ou o milagre do amor

que bom acordar
para a vida a fora

e para dentro da vida

Um abraço amigo.

lino disse...

Além de lindíssimo, dá para mitigar o desplante do contabilista de Boliqueime.

A Senhora disse...

"Nunca soube quem és

muito menos do teu jardim", mas é isso que faz viajar, mover mundos, sonhar... e fazer da vida a delícia que é.

beijos

Graça disse...

Um acordar que merece os aplausos... e uma flor lançada ao palco... o teu, poético, sempre.

Beijo meu.

Sonia Schmorantz disse...

Que importa a rosa, ou quem a atirou, importa que trouxe vida, que acordou..muito bonito!
um abraço

São disse...

Eis o milagre do Encontro...

Grande abraço.

MARIA disse...

Se pudesses ver-me, notarias que te aplaudo de pé ...
Muito lindo, parabéns pelo belíssimo poema mais uma vez criado.

Bjinho

Maria

Virgínia do Carmo disse...

O chão estremeceu
e de mim caíram
palavras
como pétalas

- Indizíveis -

Beijinho...

Licínia Quitério disse...

Esse encontro que não precisa saber de jardins é o que importa.
Muito bonito.

jrd disse...

As flores vermelhas são intemporais.

maré disse...

há ondas que nos trancendem.

trazem impresso o cântico das sereias e os seus seios de pétalas.

________

beijos Eufrázio

mundo azul disse...

__________________________________


...o despertar é sempre importante!
Benditos sejam aqueles que nos provocam esse despertar...


Um poema com imagens lindas!


Beijos de luz e o meu carinho...


_________________________________

isabel victor disse...

Grata pela visita deste "mar arável", fértil. Sereno







deixo um beijo

iv

Graça Pires disse...

Uma flor vermelha para si.
Um abraço.

Chris disse...

As águas são aráveis por aqui, como as palavras desse jardim que nem sempre conhecemos...
Um abraço
Chris

gabriela rocha martins disse...

ainda bem que a tua flor vermelha não desfolhou....



.
um beijo

CCF disse...

Um poema que se sente como uma aragem, um sussuro. Bonito.
~CC~

anamar disse...

As tuas palavras

são a música de cada dia

que acaricia o nosso ego

Balsâmicas...

Bjs

Isabel disse...

pela vida a.fora.a.caminho.do.dentro!





abraçoooooooooooooooooooooo.



(imf)

maria m. disse...

o despertar de um sentimento, dito de uma forma muito bonita.

Maria Valadas disse...

Uma flor vermelha que caiu no palco e que acordou-te para vida...

Bendita flor....

Beijo.

legivel disse...

... palmas lançadas para o palco e para o actor...

... e que a representação poética se mantenha muitos anos em cartaz.

mdsol disse...

Sempre muito bom!

:)))

Úrsula Avner disse...

Oi Eufrázio, que lindo poema, de grande sensibilidade numa temática lírica envolvente. Desculpe a demora em ter vindo te visitar mas andei bastante atarefada nos últimos dias, me ocupando mais em fazer postagens do que em visitar blogs de amigos(as), porque gosto de fazer as visitas quando tenho realmente tempo para ler e comentar com calma os escritos. Agradeço a sua visita ao Novidades e Velharias e aguardo sua presença, quando possível, no Sempre Poesia. Um abraço amigo.

Mel de Carvalho disse...

todo o sentido. as suas palavras, Eufrázio, fazem(me) todo o sentido.

ainda que mt ausente destas lides, o vermelho é... será sempre!

abraço fraterno e grato pela sua presença nos meus escritos e, acima de tudo, pela mensagem que nos passa em cada texto.

Mel

looking4good disse...

É bom encontar um Mar Arável onde às vezes nem a Terra frutifica...

Meg disse...

Passar por aqui é sempre colher qualquer coisa de muito belo, não são só as pétalas de rosas vermelhas, são as tuas palavras que me encantam... sempre.

Um abraço

Caçadora de Emoções disse...

Eufrázio,
Parabéns pelo poema e também pela excelente escolha da imagem...
Fique bem.
Deixo-lhe emoções e um sorriso :)

Ana Paula disse...

...e assim a inquietação abre caminhos... ao ritmo desta poesia que nos conforta :)

Um bom feriado!

Graça disse...

Um beijo para o teu feriado.

Miosotis disse...

Glosa de 'Estavas, linda Inês, posta em sossego'... perfeita! Lindo. sensível!

Um beijo,
...sensibilizada pelo olhar atento!

Anónimo disse...

Não importa quem sou...
Nem tão pouco
onde floresce
meu jardim.
Importa sim
que te acordei
"pela vida fora"

princesa