segunda-feira, 16 de abril de 2007

PASSOS PERDIDOS?



Nos passos perdidos do parlamento nacional,mais de mil mãos,

abertas,de ferro,perfiladas,da coleção Berardo,parecem recordar

aos deputados da nação que todo o poder é efémero.

Lá fora,de punhos erguidos,em manifestação por direitos humanos e constitucionais,comandados pelo sonho - os excluidos - com o desejo de um dia os ver a espreitar pelas janelas.

São poucos os que sobem ao povo.



2 comentários:

MARIA VALADAS disse...

A imagem fala por si!

Gostei do último verso!

Maria

Maria disse...

Um dia, Eufrázio, um dia... SIM!